Porto já tem um guia para quem quer comer bem e beber melhor

Paulo Russell-Pinto escreveu e Sérgio Jacques fotografou
Paulo Russell-Pinto escreveu e Sérgio Jacques fotografou

"O Porto é uma cidade do vinho, que cresceu com o vinho e que, hoje em dia, com uma oferta gastronómica muito diversificada, apresenta uma oferta global de vinhos para todos os gostos". Este foi o ponto de partida para o "Guia de Gastronomia & Vinhos da Cidade do Porto para Apreciadores", da autoria de Paulo Russell-Pinto com fotografia de Sérgio Jacques.

Com lançamento marcado para dia 7 de julho, às 19h, no Pavilhão Brasil, no Lx Factory, em Lisboa, no âmbito do Congresso Nacional dos Cozinheiros, o guia surge porque o “Porto precisava de uma
sistematização da oferta gastronómica e vínica”, diz Paulo Russell-Pinto, ao Dinheiro Vivo.

Ler também: “O Porto é um produto muito bom”

Para o autor, o Porto já não
é mais uma cidade fechada sobre si própria. “É hoje uma cidade
aberta e cosmopolita, que consegue manter a identidade que a
caracteriza e que apaixona os visitantes”, pelo que “um guia
baseado em propostas pessoais, mas bem definidas no início
do livro, de alguém que é ‘um local’, é aquilo que mais
queremos quando estamos de visita a outra cidade”, reforça.

Ler também:

E os vinhos portugueses premiados no Canadá são…

Destinado a quem visita a cidade, estrangeiro ou
não, mas também a quem passeia pela cidade, mesmo que seja local, o guia tem como principal critério de selecção dos
locais a harmonia entre as propostas de comida e a oferta de
vinhos. “Acredito que estes dois elementos têm que estar equilibrados
para que uma refeição ou uma experiência gastronómica seja levada
ao máximo”, diz Paulo Russell-Pinto.

Ler também:

Sabe o que é gastronomia emocional? Psicóloga Matilde Amil Silva dá a resposta

Com uma profunda ligação ao vinho, Paulo Russell-Pinto alia agora a da gastronomia. “Com humildade, é preciso
perceber que a comida faz parte da cultura e da identidade dos povos.
Portugal é um manancial de receitas e de comida que cada uma das
regiões criou e apurou com o que tinha à sua volta ou trazia do
mar. Comida também é cultura e conhecê-la é ficar mais rico.

O guia pretende pois, de um ponto de vista pessoal e
abrangente, recomendar locais onde a experiência de comer e beber,
em função dos nossos gostos pessoais, seja levada ao máximo. “Não
é possível comer bem, sem beber bem”, remata o autor.

Todos os locais que constam no guia foram visitados pelo autor, e
sempre sem se anunciar. “Depois de fechada a lista dos restaurantes e
espaços que iam figurar no guia, o Sérgio Jacques, que fez a
fotografia do livro, contactou e visitou os locais”, diz Paulo Russell-Pinto.

Para muito breve, o autor promete a versão inglesa do guia – “o passo mais óbvio”, bem como edições futuras actualizadas, com
novos capítulos. Até lá, vá à página 102 do guia e fique a saber que a marisqueira Os Lusíadas, na Rua Tomás Ribeiro, 257, em Matosinhos, possui uma extensa lista de vinhos, com cerca de 200 referências muito variadas. Aconselha-se.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
dbrs-1060x594

DBRS mantém rating de Portugal em ‘BBB’ e perspetiva estável

O primeiro-ministro, António Costa, intervém durante a cerimónia de assinatura de declaração de compromisso de parceria para Reforço Excecional dos Serviços Sociais e de Saúde e lançamento do programa PARES 3.0, no Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, em Lisboa, 19 de agosto de 2020. ANDRÉ KOSTERS/LUSA

“Na próxima semana podemos chegar aos 1000 casos por dia”, avisa Costa

App Stayaway covid

App Stayaway Covid perto do milhão de downloads. 46 infetados enviaram alertas

Porto já tem um guia para quem quer comer bem e beber melhor