Investimento

Strayboots. Portugal Ventures investe em startup de team building

Celso Guedes de Carvalho, presidente executivo da Portugal Ventures, sociedade de capital de risco pública. A Portugal Ventures é uma das maiores investidoras portuguesas de startups. Fotografia: Leonardo Negrão/Global Imagens
Celso Guedes de Carvalho, presidente executivo da Portugal Ventures, sociedade de capital de risco pública. A Portugal Ventures é uma das maiores investidoras portuguesas de startups. Fotografia: Leonardo Negrão/Global Imagens

A empresa norte-americana quer investir no mercado europeu e entrar em cidades como Lisboa e Porto.

A Portugal Ventures anunciou esta quinta-feira um investimento na Strayboots Europe, num montante que pode ascender até 350 mil euros, mediante o cumprimento de objetivos pré-estabelecidos. A Strayboots é uma plataforma que ajuda na organização de eventos corporativos, fundada em setembro de 2015, em Nova Iorque. Na sua carteira de clientes estão empresas como a Google, Microsoft, Nike e Facebook.

A sociedade de capitais de risco do Estado português quer ajudar a startup norte-americana a entrar no mercado europeu. Para já, foram definidas cerca de duas dezenas de cidades, vistas como prioritárias: Lisboa, Porto, Londres, Dublin, Edimburgo, Glasgow, Liverpool, Manchester, Brighton, Birmingham, Sheffield, Leeds, Frankfurt, Hamburgo, Munique, Estugarda, Berlim, Colónia, Zurique, Basel, Genéve e Paris.

“A Strayboots Europe disponibiliza um formato inovador que responde aos desafios crescentes que se colocam na organização de eventos de team building”, indica em comunicado Celso Guedes de Carvalho, CEO da Portugal Ventures. “A ambição de levar este modelo de negócio a 40 cidades na Europa irá permitir alcançar uma posição de liderança no mercado europeu das atividades culturais para empresas.”

Já a diretora executiva da Straybooks Europe assume que o investimento da Portugal Ventures tem a máxima importância “porque nos vai permitir expandir o negócio que já está consolidado nos EUA, não só para o mercado português, mas como para toda a Europa. O nosso objetivo é aumentar rapidamente o footprint em mercados europeus estratégicos, para fazermos da Strayboots Europe a empresa número um na Europa em serviços de team building.”

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
JAD

José Augusto Duarte: “Temos de defender a nossa soberania económica”

Foto: REUTERS/Arnd Wiegmann ,

Davos. Portugal parte à conquista da montanha do dinheiro

Preço de casas continuam a baixar

Descida do valor da casa não recupera isenção do IMI

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Strayboots. Portugal Ventures investe em startup de team building