Coronavírus

Portugal Ventures tem 18 milhões para recuperar startups da Covid-19

startup-3267505_1920

Sociedade de capital de risco do Estado aceita candidaturas para instrumentos de investimento ao abrigo do pacote de 25 milhões de euros do Governo.

A Portugal Ventures tem 18 milhões de euros para recuperar as startups da Covid-19. A sociedade de capital de risco do Estado abriu esta segunda-feira as candidaturas para três medidas de apoio às jovens empresas tecnológicas portuguesas.

Duas das medidas da Portugal Ventures enquadram-se no pacote de iniciativas, avaliado em 25 milhões de euros para startups, que foi anunciado dia 21 de abril pelo Ministério da Economia.

10 milhões para novas startups

A medida mais valiosa da Portugal Ventures permite à capital de risco do Estado investir entre 50 mil e 100 mil euros em projetos ou empresas de âmbito científico e tecnológico, “nas fases Pre-Seed, Seed ou Early-Stage, que possuam tecnologia desenvolvida, mas que estejam ainda em fase de protótipo, prova de conceito ou em validação de product-market-fit”.

Ao todo, são 10 milhões de euros que estarão disponíveis para esta medida, que vai servir para empresas “constituídas há menos de 8 anos ou ainda a constituir, com sede em Portugal Continental e Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira”. As inscrições para a Call Innov-ID podem ser feitas através desta página até 5 de junho.

Os projetos de base tecnológica, para serem elegíveis, têm de estar inscritos na plataforma Startup Hub; e ainda têm de cumprir um destes critérios: “resultar de projetos de investigação e desenvolvimento científico, tecnológico ou académico, desenvolvidos no seio de Instituições de Ensino Superior ou Centros Tecnológicos, ii) estar incubados em Incubadoras de Base Tecnológica ou em Incubadoras com ligações a Instituições de Ensino Superior ou Centros Tecnológicos, iii) empregar ou serem promovidas por recursos humanos altamente qualificados e proporem-se a manter ou criar emprego altamente qualificado, iv) serem reconhecidas como “Empresas do Setor da Tecnologia” pela ANI ou beneficiárias dos seus incentivos”.

Mais de sete milhões para reforços

Também incluída no pacote de medidas do Governo, a operação follow-ons [reforço de investimentos] vai permitir à Portugal Ventures um apoio total de 7,4 milhões de euros a startups que, “pelo seu potencial de crescimento e capacidade em ultrapassar as adversidades da pandemia, necessitam de follow-ons para dar continuidade aos seus negócios”. Apenas vão beneficiar deste apoio projetos identificados por esta entidade.

Há três milhões de euros para startups das áreas de Digital, Engenharia & Indústria e Life Sciences e 4,4 milhões de euros reservados para as startups da área do turismo.

Esta operação conta com o apoio da Instituição Financeira de Desenvolvimento, da Cada da Moeda e do Turismo de Portugal.

600 mil euros para ideias de turismo

A última medida da Portugal Ventures permite investir até 100 mil euros em novos projetos de turismo, num montante total de 600 mil euros. A iniciativa Call FIT vai parar a segunda edição é desenvolvida em parceria com o Turismo de Portugal e o centro de inovação do turismo NEST.

A Call FIT pretende “investir em projetos de turismo na fase pré-seed, Non-tech e Tech, que sejam finalistas dos Programas de Aceleração do Fostering Innovation in Tourism” e que consigam gerar novas soluções para este sector.

As inscrições para a segunda edição da Call FIT estão abertas até 21 de maio e podem ser feitas através desta página.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Céu cinzento de Londres. Fotografia: D.R.

Portugal fora do corredor turístico britânico. Madeira e Açores entram

O ministro de Estado e das Finanças, João Leão, acompanhado pelo ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos (Foto: Mário Cruz/Lusa)

Recuperar poder de decisão na TAP obriga Estado a pagar mais

O presidente do conselho de administração da TAP, Miguel Frasquilho. (Reinaldo Rodrigues/Global Imagens)

Frasquilho: Reestruturação da TAP “não vai ser isento de dor”

Portugal Ventures tem 18 milhões para recuperar startups da Covid-19