Pleez. O algoritmo que aumenta as vendas dos restaurantes  

Com tecnologia implementada em 300 espaços portugueses, startup quer expandir-se para Espanha e alcançar 1200 negócios.

A startup portuguesa Pleez, que disponibiliza aos restaurantes um software que permite aos clientes explorar o menu, fazer pedidos e pagar a partir do seu próprio telemóvel, junta agora à sua oferta um novo serviço.

Trata-se de "um algoritmo de menu que permite aos restaurantes aumentarem as vendas dos seus produtos em plataformas de delivery", explica Afonso Pinheiro, cofundador da empresa, em entrevista ao Dinheiro Vivo.

Já com a nova tecnologia implementada nos 300 restaurantes portugueses que constituem a sua carteira de clientes, a Pleez tem agora oportunidade para expandir o seu negócio. O algoritmo captou o interesse de vários players, resultando numa ronda de financiamento de 1,5 milhões de euros, liderada pelos fun- dos de investimento alemães FoodLabs e Shio Capital.

"O desenvolvimento do algoritmo é a prioridade", afirma o responsável, relativamente à aplicação do capital agora obtido. Para além deste ponto, a startup pretende também criar um hub de talento e expandir o seu negócio a outros mercados.

"Neste momento, o nosso foco está em Portugal e Espanha", observa Afonso Pinheiro, revelando que a Pleez ambiciona conquistar 10% do território ibérico, no espaço de 12 meses.

Numa primeira fase, o plano passa por expandir a equipa em Portugal e chegar aos 800 restaurantes nacionais. Seguidamente, fazer a abertura para o mercado espanhol e atingir um total de 1200 espaços. "O resto da Europa virá depois", remata o responsável.

O mercado global de entrega de alimentos e refeições triplicou desde 2017, avança Afonso Pinheiro. O crescimento é transversal a Portugal, acrescenta o empreendedor. "No ano passado, os serviços de entrega de refeições atingiram uma taxa de penetração de 28%".

Ora, com as condições do mercado a favor do negócio da startup de tecnologias de restauração, a Pleez oferece aos restaurantes a oportunidade de explorarem o potencial que existe por detrás dos menus, fornecendo uma análise de desempenho do "menu 360 graus"º e sugestões da concorrência, com vista a otimizar a oferta e aumentar as vendas em 25%.

"O restaurante só precisa de se preocupar em confecionar o prato que mais vai vender naquele dia", explica Afonso Pinheiro. Sem promover o aumento de vendas de um negócio em detrimento de outro, "nós ajudamos os restaurantes a canalizarem os pedidos para os pratos que eles querem vender mais" e, assim, "concentrar as suas vendas mais nesse prato e não em outros que não sejam tão interessantes", esclarece o cofundador da Pleez.

Quanto à abrangência desta tecnologia, o gestor afirma que o algoritmo "está preparado para trabalhar com todas as plataformas e ajudar os restaurantes de forma holística", abrangendo qualquer que seja a plataforma de vendas diretas ao consumidor, podendo estas beneficiar também do serviço, através de parcerias.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de