empreendedorismo social

Portuguese Women in Tech vencem maratona digital social da Gulbenkian

A maratona social da Gulbenkian tentava encontrar uma solução digital para a crise dos refugiados.
EPA/HEDAYATULLAH AMID
A maratona social da Gulbenkian tentava encontrar uma solução digital para a crise dos refugiados. EPA/HEDAYATULLAH AMID

O projeto Cura, da plataforma PWIT, põe em contacto de forma anónima mulheres migrantes e médicos voluntários.

Durante este fim de semana, mais de 150 pessoas estiveram na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, à procura de uma solução digital para ajudar a resolver a crise dos refugiados. Foi a segunda edição do Hack for Good, a maratona social da instituição, que, este ano, foi vencida pela plataforma Portuguese Women in Tech (PWIT), com o projeto Cura.

A aplicação desenvolvida pela PWITC é uma plataforma que põe em contacto de forma anónima mulheres migrantes e médicos voluntários. As mulheres deixam as suas dúvidas clínicas e os médicos – neste momento estão já inscritos mais de 80 – escolhem quais as questões que querem responder.

“O nosso projeto mostra que não chega a tecnologia, são também precisas pessoas e vontade. Não são só os médicos que vão ajudar os migrantes, os migrantes também vão ajudar os médicos porque no meio desta crise, e com menos recursos para a saúde, são projetos como este que fazem os médicos acreditar na profissão que escolheram”, afirmou Daniela Seixas, da Portuguese Women in Tech, ao aceitar o primeiro prémio.

O projeto vencedor levou para casa cinco mil euros, acesso direto ao programa de aceleração social do Montepio e ainda serviços da Microsoft, IBM e Syone. O primeiro lugar da edição do ano passado foi para a plataforma Cuidar-e, para ajudar os cuidadores na gestão de tarefas com idosos, da equipa My Flying Grandma.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página inicial

BCP

BCP propõe distribuir 30 milhões em dividendos

Miguel Maya, CEO do Millennium Bcp.
(Leonardo Negrão / Global Imagens)

Lucro do BCP sobe mais de 60% para 300 milhões em 2018

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Portuguese Women in Tech vencem maratona digital social da Gulbenkian