Fazedores

Portugueses da Rnters recebem investimento de 200 mil euros

Guilherme Guerra e Francisco Bento são os fundadores da Rnters. (Orlando Almeida / Global Imagens)
Guilherme Guerra e Francisco Bento são os fundadores da Rnters. (Orlando Almeida / Global Imagens)

Plataforma que promove Pinheiro Bombeiro recebeu financiamento do fundo Mustard Seed Maze e da aceleradora Techstars.

A startup portuguesa Rnters recebeu um investimento de 200 mil euros. O fundo Mustard Seed Maze e a aceleradora Techstars – em parceria com a portuguesa Semana Next -, foram as entidades que injetaram capital na plataforma de economia circular que promove o projeto Pinheiro Bombeiro desde 2017, segundo o anúncio feito esta quinta-feira.

A aposta na internacionalização é o principal objetivo desta operação, em que cada um dos investidores colocou 100 mil euros na plataforma portuguesa. A Rnters promove o aluguer de vários tipos de bens, permitindo dar lucros a quem não utiliza os produtos todos os dias e também proporcionando uma alternativa à compra para quem apenas quer utilizar os artigos temporariamente.

Numa geração em que os millennials fazem a maioria das suas compras online e valorizam o acesso em detrimento da posse/compra, a Rnters é a solução para um consumo mais sustentável. A Mustard Seez Maze é o parceiro certo pelo enorme alinhamento na missão de ter um impacto nas comunidades onde operamos e pela experiência e recursos que permitirão à Rnters crescer além fronteiras”, destaca Guilherme Guerra, co-fundador e líder da startup, citado em nota de imprensa.

Entrar noutros mercados europeus foi a principal meta estabelecida pelos fundadores da Rnters no final de 2019, em entrevista ao Dinheiro Vivo. “A nossa estratégia sempre foi não usar dinheiro de investimento de capital de risco para testar hipóteses; [além dos capitais próprios] houve liquidez com outros projetos de aluguer que conseguimos alavancar e que nos deram novos utilizadores. Agora é altura de escalar e é preciso capital de risco”, referiu, na altura, Guilherme Guerra.

A Rnters é uma das três startups portuguesas que participam na edição deste ano do Semapa Next, o programa de aceleração que conta com a parceria dos norte-americanos da Techstars.

Terceiro investimento de 2020

O fundo de inovação social Mustard Seed Maze arrancou em outubro de 2019, conta com um orçamento de 35 milhões de euros e é uma parceria entre a Maze (plataforma de apoio à inovação social da Fundação Calouste Gulbenkian) e os britânicos da Mustard Seed.

Além da Rnters, o Mustard Seed Maze anunciou esta quinta-feira que co-liderou, com os nórdicos da Inveture, o investimento de 3,7 milhões de euros nos suecos da Omocom, solução de microsseguros a plataformas de partilha e aluguer de bens para aumentar a confiança entre proprietários e utilizadores.

A Mustard Seed Maze destaca: “Ao apostarmos numa plataforma como a Rnters, que facilita o aluguer de bens, e numa microsseguradora para a economia partilhada que minimiza o risco das transações, como a Omocom, aumentamos a probabilidade de mudar os hábitos de consumo de forma permanente e eficaz bem como de quebrar o ciclo de compra de artigos para utilização reduzida”, salienta António Miguel, um dos dois sócios gerentes deste fundo de investimento.

Com estas apostas, a Mustard Seed Maze concretizou o segundo e terceiro investimentos de 2020. No final de abril, este fundo liderou a ronda de financiamento seed de 2,5 milhões de dólares (2,3 milhões de euros) na Platypus, startup dinamarquesa que desenvolveu uma plataforma para melhorar a cultura das empresas e evitar a perda de talento.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Nazaré Costa Cabral, presidente do Conselho de Finanças Públicas. (João Silva / Global Imagens)

Cenário severo em 2020. Défice nos 9%, dívida em 142%, desemprego nos 13%

O primeiro-ministro, António Costa. Fotografia: António Cotrim/Lusa

Apoios à TAP formalizados “em breve” depois de consultas com Bruxelas

Foto: Fábio Poço/Global Imagens)

Costa promete linha para converter AL em arrendamento para jovens

Portugueses da Rnters recebem investimento de 200 mil euros