Portugueses dão mais de 300 mil euros para Lidl investir em startups e IPSS

Segunda edição do programa Mais Ajuda procura ideias para promover envelhecimento digno e feliz em Portugal.

Os portugueses deram mais de 300 mil euros para o Lidl investir em startups e IPSS. Este foi o resultado das compras da gama Deluxe desta cadeia de supermercados entre 26 de outubro e 31 de dezembro e que vão financiar a segunda edição do programa Mais Ajuda. Este programa é desenvolvido em parceria com a plataforma de inovação Beta-i.

Em 2021, o Lidl vai ter 333 mil euros para investir em cinco startups e cinco IPSS que tenham ideias para promover um envelhecimento digno e feliz em Portugal. "Serão beneficiados os projetos com capacidade de geração de emprego, igualmente importante nos dias que correm", detalha a empresa em nota de imprensa divulgada esta quinta-feira.

Cada ideia vai receber, por isso, 33 300 euros. Além disso, os projetos selecionados vão participar num programa de aceleração, onde, ao longo de seis semanas, terão acesso a "sessões de mentoria com especialistas em gestão, tendo igualmente acesso a ferramentas de apoio no desenvolvimento dos seus projetos ou implementação de novas ideias".

As inscrições podem ser feitas até 28 de fevereiro através desta página. Na edição de 2020, este programa contou com um orçamento de 150 mil euros, que foram investidos em três startups e três IPSS.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de