Prémio Nacional Indústrias Criativas anuncia finalistas

Prémio Nacional Indústrias Criativas já vai na décima edição
Beesweet, Boox, Calligraphy Practise, Casas em Movimento, WESO, Fahr 021.3, Lumicroma, Origama, Sensorial Fit e Viral. Ainda vai ouvir falar destes projetos. Para já, eles são os dez finalistas do Prémio Nacional Indústrias Criativas, uma iniciativa da Super Bock e do Museu de Serralves que, desde há seis edições, distingue e premeia as melhores ideias de negócio."> Prémio Nacional Indústrias Criativas já vai na décima edição

Fixe bem estes nomes: Beesweet, Boox, Calligraphy Practise, Casas em Movimento, WESO, Fahr 021.3, Lumicroma, Origama, Sensorial Fit e Viral. Ainda vai ouvir falar destes projetos. Para já, eles são os dez finalistas do Prémio Nacional Indústrias Criativas, uma iniciativa da Super Bock e do Museu de Serralves que, desde há seis edições, distingue e premeia as melhores ideias de negócio.

O vencedor é anunciado em outubro no Super Bock Laboratório
Criativo: além de um prémio de 25 mil euros para desenvolver o
negócio, vai representar Portugal no Creative Business Cup, na
Dinamarca.

Leia aqui mais sobre a Boox

Os dez finalistas foram escolhidos entre 285 projetos e
distribuídos por quatro categorias: a categoria Arquitetura e Artes
Visuais foi a que integrou mais projetos finalistas (seis), ficando a
de conteúdos e novos media com dois representantes, assim como as de
Música e Artes do Espectáculo e Turismo e Património.

Leia aqui mais sobre a Casas em Movimento

Os finalistas do concurso têm agora pela frente um programa de
quatro dias de imersão que inclui trabalho intensivo das equipas com
ferramentas e metodologias e a possibilidade de networking entre os
participantes, além de uma formação de noções de
empreendedorismo sob as óticas empresarial e pessoal, que decorre
entre 16 e 20 de junho.

Entre 2008 e 2013, o Prémio Nacional Indústrias Criativas Super
Bock/Serralves recebeu 1216 candidaturas, 782 das quais nas últimas
duas edições. Do total, 125 foram submetidas ao júri e dessas
resultaram 54 projetos finalistas, seis vencedores e sete menções
honrosas. Desde há seis anos, o prémio apoiou mais de 60 projetos
que se tornaram negócio e geraram mais de 140 empregos. À
semelhança das edições anteriores, a Super Bock e a Fundação de
Serralves estão a acolher e a avaliar produtos, serviços e marcas
portuguesas, com o objetivo de distinguir os que contribuem para o
desenvolvimento económico e social do país. Para esta iniciativa
tem sido essencial a dinâmica colaborativa entre o mundo
empresarial, académico e criativo, através do envolvimento da rede
de parceiros como a ADDICT, a Agência de Inovação, a ANJE, o BPI,
a ESAD, a Fundação da Juventude, o IAPMEI, a Brand New Box, a
Universidade Católica – Escola das Artes e a Universidade do Porto.

Mais informaçõesno site das Indústrias Criativas e na página do Facebook

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Mário Centeno ladeado pelos representantes dos dois maiores credores de Portugal: Pierre Moscovici (Comissão) e Klaus Regling (ESM). Fotografia: EPA/JULIEN WARNAND

Centeno usa verbas da almofada de segurança para pagar aos credores europeus

Paulo Fernandes lidera o grupo Cofina. (Carlos Manuel Martins/Global Imagens)

Foto: Arquivo

Cofina quer TVI sem remédios

Paulo Fernandes lidera o grupo Cofina. (Carlos Manuel Martins/Global Imagens)

Foto: Arquivo

Cofina quer TVI sem remédios

Outros conteúdos GMG
Prémio Nacional Indústrias Criativas anuncia finalistas