Fazedores

Preserve: Voucher salva negócio de centenas de empresas

Bar of Soap, no Porto, é um dos espaços que tem recebido contributos através do projeto Preserve. (Direitos Reservados)
Bar of Soap, no Porto, é um dos espaços que tem recebido contributos através do projeto Preserve. (Direitos Reservados)

Bares, cafés, restaurantes e cabeleireiros são os estabelecimentos mais ajudados pelo projeto nascido na comunidade tecnológica Tech4Covid19.

Jesse e Cláudio são os donos do Bar of Soap. É uma combinação entre uma lavandaria self-service e um bar e funciona desde junho do ano passado no centro do Porto. Só que o coronavírus obrigou os proprietários a fechar as portas nos últimos dois meses – só a lavandaria é que continuou a funcionar. O problema só não foi mais grave graças ao projeto Preserve, desenvolvido pela comunidade tecnológica Tech4Covid19 e que vende vouchers salva-negócios através da internet.

“Já conseguimos 1200 euros graças a estes vouchers. Como conseguimos ver o email da pessoa que comprou o voucher, podemos agradecer-lhe pessoalmente pelo contributo”, destacam os sócios ao Dinheiro Vivo.

Este é apenas uma das centenas de estabelecimentos que estão ser ajudados pelo projeto nascido há pouco mais de um mês e que já angariou mais de 70 mil euros.

Bares, cafés, restaurantes e cabeleireiros são os tipos de negócio mais ajudados pela comunidade e representam 85% dos apoios. Além da Grande Lisboa e do Grande Porto, Guimarães, Braga, Viseu e Viana do Castelo são as cidades com mais locais apoiados.

Tech4Covid19. Startups juntas nas soluções tecnológicas contra o vírus

A aquisição dos vales é feita exclusivamente através da internet: escolhe-se o negócio para ajudar, atribui-se um valor e depois o dinheiro é transferido diretamente do comprador para a conta bancária do local ajudado. Os vouchers ficam válidos por dois anos e podem ser utilizados em qualquer altura pelos compradores. Até agora, já foram comprados perto de 3500 vales.

“O projeto superou as nossas expetativas. Tivemos uma adesão ótima e aconteceu tudo de forma muito orgânica, sem investimento em promoção”, destaca o responsável do Preserve, Ricardo Gonçalves.
Aos mais de 70 mil euros já angariados contabilizam-se alguns bónus financeiros. Foram dados por marcas como a L’Óreal, Super Bock, Energia Simples e mesmo a plataforma MB Way, que entretanto juntaram-se ao projeto.

A segurança é outro fator-chave desta iniciativa. Desde o início, todos os pagamentos estão protegidos contra fraude e todos os estabelecimentos aderentes foram verificados manualmente pela equipa do Preserve. Ainda assim, houve espaço para reforçar as garantias junto dos compradores.

Desde o final de abril, todos os vales adquiridos têm valor garantido: caso o negócio ajudado não volte a abrir, o montante é devolvido ao comprador. Isto é possível graças à ajuda dos portugueses da Keep Warranty. Esta startup, graças à licença de mediação, faz a parte entre o cliente e a Ageas Seguros.

“O consumidor compra um voucher e recebe um email com o comprovativo. Depois, pode descarregar uma apólice de seguro, que fica guardada na Keep Warranty e que poderá ser ativada se o negócio falhar”, explica Romana Ibrahim, co-fundadora da startup.

Apesar de a indústria da restauração começar a reabrir na próxima semana, o projeto Preserve vai manter-se ativo. “Há uma ilusão que já está tudo bem mas isso não corresponde à realidade. Ainda temos muitas novas adesões todas as semanas”, nota Ricardo Gonçalves. Entretanto, Jesse e Cláudio, preparam uma festa – com a devida distância – com os clientes que compraram os vales.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Nazaré Costa Cabral, presidente do Conselho de Finanças Públicas. (João Silva / Global Imagens)

Cenário severo em 2020. Défice nos 9%, dívida em 142%, desemprego nos 13%

O primeiro-ministro, António Costa. Fotografia: António Cotrim/Lusa

Apoios à TAP formalizados “em breve” depois de consultas com Bruxelas

Foto: Fábio Poço/Global Imagens)

Costa promete linha para converter AL em arrendamento para jovens

Preserve: Voucher salva negócio de centenas de empresas