startups

Repsol tem 144 mil euros para startups de energia e mobilidade

Os projetos selecionados vão ser anunciados em julho e, a partir daí, apoiados financeiramente todos os meses, com dois mil euros por mês.

Financiamento a fundo perdido, acesso a mentores e a investidores e formação especializada. É o que a Repsol tem para oferecer através do seu Fundo de Empreendedores, que vai já na sexta edição, apesar de, pela primeira vez, estar a abrir candidaturas em Portugal.

As empresas interessadas podem candidatar-se até 31 de março e os projetos selecionados vão ser anunciados em julho e, a partir daí, apoiados financeiramente todos os meses, com dois mil euros por mês. No total, para esta iniciativa, a Repsol tem 144 mil euros disponíveis.

Veja aqui: Porto acelera startups tecnológicas e abre porta a Silicon Valley

O Fundo estará disponíveis para startups de energia e mobilidade que estejam ainda em fase de projeto, sem ter chegado à fase do planeamento comercial, ou para ideias ainda em desenvolvimento. Podem participar PMEs ou indivíduos a título pessoal.

Na próxima segunda-feira, a Fundação Repsol vai assinar um protocolo com a entidade que fará a gestão da participação portuguesa na iniciativa, o Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC TEC). O acordo será celebrado no grande auditório da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP).

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
A ministra do Trabalho, Ana Mendes Godinho (D), e o secretário de Estado do Emprego, Miguel Cabrita (E). Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Salário mínimo de 635 euros? Dos 617 dos patrões aos 690 euros da CGTP

concertação

Governo sobe, sem acordo, salário mínimo até 635 euros em 2020

concertação

Governo sobe, sem acordo, salário mínimo até 635 euros em 2020

Outros conteúdos GMG
Repsol tem 144 mil euros para startups de energia e mobilidade