Investimento

Riopele investe em startup de soluções para indústria

Pousada de Saramagos, 17/05/2016 - 
Bernardino Carneiro, administrador do grupo Riopele.
(Miguel Pereira/Global Imagens)
Pousada de Saramagos, 17/05/2016 - Bernardino Carneiro, administrador do grupo Riopele. (Miguel Pereira/Global Imagens)

Empresa têxtil de Vila Nova de Famalicão comprou posição de 10% na IOTech, startup incubada no Famalicão Made

Desde 2015 que Vila Nova de Famalicão tem uma incubadora dedicada a novos projetos, a Famalicão In, e que se encontra em Pousada de Saramagos, a terra que viu nascer a Riopele, uma das maiores empresas têxteis do país. A IOTech, startup que desenvolve novas soluções tecnológicas para a indústria, é uma das empresas que se instalou recentemente nesta incubadora e que conquistou o interesse da histórica empresa têxtil de Famalicão: a Riopele decidiu comprar uma posição de 10% na startup famalicense por valor não identificado.

A decisão foi formalizada nos últimos dias de 2018. A IOTech, liderada por Carlos Filipe Portela, considera que a entrada da Riopele irá possibilitar “mais cooperação, expansão de clientes, abertura a novos mercados e uma maior oferta de serviços”, de acordo com a nota de imprensa divulgada na quarta-feira pela câmara municipal de Vila Nova de Famalicão.

A IOTech, na sequência desta operação, vai passar a designar-se IOTECHPIS – Innovation on Technology, Lda, que terá dois acionistas: Carlos Filipe Portela, com 90% das ações, e o administrador da Riopele Bernardo Carneiro com 10%.

A Riopele conheceu a IOTech depois de uma apresentação realizada em 18 de outubro. Segundo a startup de Famalicão, Carlos Filipe Portela “esteve à conversa com alguns dos investidores mais influentes de Famalicão. Nesse momento, foi percetível o interesse de alguns dos investidores na IOTech, o que levou a uma análise posterior sobre uma possível aquisição de capital da IOTech por parte da Riopele. Após essa análise, chegou-se à conclusão que a aquisição seria benéfica para ambas as partes”, refere a empresa em publicação feita no seu blog oficial.

Segundo a página oficial, a incubadora Famalicão Made In “procura valorizar e promover a genética empreendedora do município, captar novos investimentos e auxiliar os empresários famalicenses a promoverem e desenvolverem os seus projetos empresariais”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Antonoaldo Neves, CEO da TAP Air Portugal. Foto: REUTERS/Regis Duvignau

TAP com prejuízos 118 de milhões em 2018

Roman Escolano, ministro da Economia de Espanha, Mario Draghi, do BCE, e Mário Centeno. Fotografia: REUTERS/Yves Herman

Portugal ainda satisfaz pouco nas reformas estruturais, mas supera nota da UE

Luís Máximo dos Santos é presidente do Fundo de Resolução e vice-governador do Banco de Portugal.

Banca só pagou 20% dos custos do Fundo de Resolução

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Riopele investe em startup de soluções para indústria