Investimento

Riopele investe em startup de soluções para indústria

Pousada de Saramagos, 17/05/2016 - 
Bernardino Carneiro, administrador do grupo Riopele.
(Miguel Pereira/Global Imagens)
Pousada de Saramagos, 17/05/2016 - Bernardino Carneiro, administrador do grupo Riopele. (Miguel Pereira/Global Imagens)

Empresa têxtil de Vila Nova de Famalicão comprou posição de 10% na IOTech, startup incubada no Famalicão Made

Desde 2015 que Vila Nova de Famalicão tem uma incubadora dedicada a novos projetos, a Famalicão In, e que se encontra em Pousada de Saramagos, a terra que viu nascer a Riopele, uma das maiores empresas têxteis do país. A IOTech, startup que desenvolve novas soluções tecnológicas para a indústria, é uma das empresas que se instalou recentemente nesta incubadora e que conquistou o interesse da histórica empresa têxtil de Famalicão: a Riopele decidiu comprar uma posição de 10% na startup famalicense por valor não identificado.

A decisão foi formalizada nos últimos dias de 2018. A IOTech, liderada por Carlos Filipe Portela, considera que a entrada da Riopele irá possibilitar “mais cooperação, expansão de clientes, abertura a novos mercados e uma maior oferta de serviços”, de acordo com a nota de imprensa divulgada na quarta-feira pela câmara municipal de Vila Nova de Famalicão.

A IOTech, na sequência desta operação, vai passar a designar-se IOTECHPIS – Innovation on Technology, Lda, que terá dois acionistas: Carlos Filipe Portela, com 90% das ações, e o administrador da Riopele Bernardo Carneiro com 10%.

A Riopele conheceu a IOTech depois de uma apresentação realizada em 18 de outubro. Segundo a startup de Famalicão, Carlos Filipe Portela “esteve à conversa com alguns dos investidores mais influentes de Famalicão. Nesse momento, foi percetível o interesse de alguns dos investidores na IOTech, o que levou a uma análise posterior sobre uma possível aquisição de capital da IOTech por parte da Riopele. Após essa análise, chegou-se à conclusão que a aquisição seria benéfica para ambas as partes”, refere a empresa em publicação feita no seu blog oficial.

Segundo a página oficial, a incubadora Famalicão Made In “procura valorizar e promover a genética empreendedora do município, captar novos investimentos e auxiliar os empresários famalicenses a promoverem e desenvolverem os seus projetos empresariais”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
REUTERS/Pedro Nunes/File Photo

Programa de arrendamento acessível arranca a 1 de julho. Tudo o que deve saber

Fotografia: Pedro Rocha/Global Imagens

Governo questiona RTP sobre não transmissão de Jogos de Minsk

DHL Express Store2

DHL Express vai investir até 600 mil euros em rede de lojas pelo país

Outros conteúdos GMG
Riopele investe em startup de soluções para indústria