Aceleração

Sensei entra num dos maiores programas de aceleração do mundo

Fundadores da Sensei: Joana Rafael, Vasco Portugal e Paulo Carreira. Fotografia: DR
Fundadores da Sensei: Joana Rafael, Vasco Portugal e Paulo Carreira. Fotografia: DR

Dados de tráfego em lojas recolhidos por esta startup portuguesa geraram interesse de programa de aceleração apoiado pela União Europeia.

A Sensei, startup portuguesa que transforma câmaras de videovigilância em sensores numa loja ou supermercado, entrou num dos maiores programas de aceleração do mundo. A empresa portuguesa é uma das 14 escolhidas para o programa Impact Growth e acaba de receber 100 mil euros de financiamento sem precisar de ceder capital (equity free). A este montante ainda poderão ser somados até 1,5 milhões de euros de investimento por duas sociedades de capital de risco.

Joana Rafael e Vasco Portugal explicaram ao Dinheiro Vivo que a Sensei entrou neste programa de aceleração na categoria de cidades inteligentes. “Os dados de tráfego em lojas são interessantes para as smartcities e para as infraestruturas. Foi por isso que fomos selecionados para a próxima fase.

O programa Impact Growth conta com o financiamento da União Europeia e coloca as startups em contacto com empresas e investidores internacionais. Por ser um programa deslocalizado, a Sensei irá deslocar-se a Londres e São Francisco nos próximos três meses e irá contar com o apoio da Ferrovial Servicios, que irá lançar vários desafios de melhoria de recursos nas cidades à startup portuguesa.

Se a Sensei for considerada uma das melhores startups deste programa, poderá receber ainda mais 150 mil euros adicionais de investimento e um financiamento de até 1,5 milhões de euros pelas sociedades de capital de risco Kibo Ventures e Accelerace.

A entrada da Sensei no programa Impact Growth ocorre menos de dois meses depois do investimento de 500 mil euros em ronda de financiamento pre-seed. Na segunda ida ao mercado, a empresa contou com investidores como os alemães do grupo Metro, os portugueses da Sonae – através da Sonae IM (Bright Pixel) – a aceleradora Techstars e ainda vários business angels. Depois desta ida ao mercado, a Sensei quer iniciar a sua expansão internacional para a Alemanha.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(Orlando Almeida / Global Imagens)

Arrendatários vão poder realizar obras e pedir o reembolso

TIAGO PETINGA/LUSA

EDP nega ter indicado Manuel Pinho para curso nos EUA

luzes, lâmpadas, iluminação

Fatura da eletricidade baixa em 2019 “para todos”, garante o ministro

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Sensei entra num dos maiores programas de aceleração do mundo