media

Shifter procura financiamento para preparar futuro da geração digital

Portal Shifter foi fundado em 2013 por Mário Rui André e João Ribeiro. Fotografia: DR
Portal Shifter foi fundado em 2013 por Mário Rui André e João Ribeiro. Fotografia: DR

Revista online procura 5000 euros em campanha de crowdfunding e lançou mesmo campanha publicitária para valorizar o clique

Em 2013, Mário Rui André e João Ribeiro repararam que não havia qualquer meio de comunicação social que estivesse a preparar a geração digital para o futuro. Lançaram o portal Shifter, uma revista digital que procura espelhar melhor os interesses e vontades desta geração. Quatro anos depois, chegou a hora de procurar financiamento para tornar este projeto em algo 100% profissional.

O Shifter procura financiamento colaborativo de 5000 euros através da plataforma de crowdfunding PPL. A campanha começou há cinco dias e já rendeu 716 euros. Em troca do apoio a este projeto, os participantes podem ganhar um ano de subscrição gratuito ou ter acesso antecipado aos novos produtos deste portal, como um novo portal e uma aplicação móvel.

“A solidificação dos processos da redação e do critério editorial, o desenho de uma experiência digital útil e intuitiva, e a justa remuneração de todos os intervenientes tornaram-se mais do que objetivos essenciais, critérios para o Shifter manter a tendência de progressão quantitativa e responder positivamente à crescente exigência de qualidade”, justificam os fundadores do Shifter em comunicado.

Para atrair participantes para a campanha, este portal lançou mesmo um desafio em forma de vídeo para valorizar cada clique.

A campanha de crowdfunding do Shifter decorre até 2 de janeiro de 2018.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Fotografia: Gustavo Bom/Global Imagens

Não conseguiu validar as faturas para o IRS? Contribuintes têm mais um dia

O ministro das Finanças, Mário Centeno, na apresentação das obras de arte da coleção BPN, agora integradas na Coleção do Estado, no Forte de Sacavém. Fotografia: TIAGO PETINGA/LUSA

Fundo de Resolução já pagou em juros 530 milhões ao Estado e 90 milhões a bancos

(Filipe Amorim / Global Imagens)

Venda do Novo Banco é “um não-assunto” para o Fundo de Resolução

Shifter procura financiamento para preparar futuro da geração digital