Skate português inovador vale investimento de 570 mil euros

Startup Hunter Boards volta a receber injeção de capital para reforçar equipa e lançar aplicação para os utilizadores.

O skate com suspensão independente da Hunter Boards voltou a atrair os investidores. Esta startup portuguesa recebeu um financiamento de 570 mil euros em série seed (semente), segundo o anúncio esta terça-feira. A operação foi liderada pelo fundo Founders Fund da Shilling, em parceria com a Olisipo Way, Ideias Glaciares, Wisenext, Startup Braga, Core Angels e vários business angels.

Aumentar a equipa, escalar a produção e lançar uma aplicação móvel para os utilizadores são os três principais objetivos desta empresa, nascida em 2019 e que quer transformar a micromobilidade a nível mundial.

"Esta ronda é o reflexo do trabalho árduo que a equipa tem feito, especialmente ao longo dos últimos 6-7 meses. Hoje estamos numa posição em que podemos escolher a dedo que investidores queremos. Lançar uma marca de veículos elétricos com base em Portugal não é fácil, mas estamos a conseguir provar que podemos lançar projetos de hardware complexos com impacto global a partir de território nacional", salienta o líder e co-fundador da Hunter, Pedro Andrade, citado em comunicado.

"Nós gostamos muito da visão da Hunter para o futuro da micromobilidade e tudo o que conseguiram fazer num curto prazo de tempo. Têm tecnologia proprietária e uma equipa ambiciosa a atacar mercados globais, o que está perfeitamente alinhado com a nossa tese de investimento", nota o líder da Shilling, Pedro Santos Vieira

A nova injeção de capital chega numa altura em que as vendas da Hunter atingiram os 250 mil euros, com 99,9% das encomendas a virem de mais de 20 países, sendo que os EUA representam 85% desse valor. Isto foi alcançado "praticamente sem investimento em marketing e através do passa-palavra", destaca Pedro Andrade.

Este skate foi considerada uma das 100 melhores invenções do mundo em 2020 pela revista Time. A venda das primeiras 50 unidades numa operação online e que contou com mais de 6000 inscritos a nível mundial chamou a atenção da atenção da imprensa internacional.

A suspensão independente, que permite uma utilização sem percalços mesmo em estradas com más condições e fazer curvas em ângulos de 25 graus, é um dos principais trunfos.

Com velocidade máxima de 55 km/h, o skate tem uma autonomia de 38 quilómetros e baterias removíveis, podendo ser rapidamente substituídas.

Os skates serão fabricados a partir de uma unidade no Carregado, concelho de Alenquer.

Pedro Andrade, Miguel Morgado, João Gomes e Duarte Lino são os quatro fundadores da Hunter Board, que contou com financiamento de 150 mil euros em 2019 da plataforma de inovação Olisipo Way e do business angel Ideias Glaciares. Depois da ronda seed, o montante total de investimento atingiu os 720 mil euros.

A empresa tem como alvo os quase 200 milhões de praticantes de desportos de prancha à volta do mundo, como surfistas, snowboarders, skaters e longboarders, de faixas etárias e nacionalidades variadas.

"O foco está em dar a quem já tenha interesse por pranchas, uma opção de mobilidade elétrica eficiente,confortável e divertida. Atualmente, o nosso objetivo principal é entregar todas as encomendas já feitas.Quando isso estiver feito, olharemos com atenção para como é que podemos continuar a crescer lá fora e como é que podemos continuar inovar de forma a nos mantermos na frente do setor." acrescentou Pedro Andrade.

Veja mais aqui

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de