empreendedorismo

Startup Pirates Sertã. A primeira ronda de uma volta a Portugal a formar fazedores

Piratas vai correr o país para ajudar a pensar os negócios.
Startup Pirates decidiu alargar a todo o país o encontro e a formação de uma semana para fazedores."> Piratas vai correr o país para ajudar a pensar os negócios.

Depois do sucesso dos eventos anteriores em Coimbra, Lisboa, Porto e Braga, a Startup Pirates decidiu alargar a todo o país o encontro e a formação de uma semana para fazedores.

A Sertã serve de palco ao primeiro encontro deste ano: a portuguesa Startup Pirates promove programas de aceleração para empreendedores em potência. Durante uma semana, os fazedores desenvolvem competências em função da ideia de negócio que levam para o encontro.

O projeto tem já expressão a nível mundial: criado em 2011, foi responsável por 41 eventos em 16 países, acelerou 70 startups e criou mais de 150 postos de trabalho, segundo dados da organização.

Em Coimbra o evento contou com duas edições e reuniu um total de mais de 30 participantes, cerca de 80 mentores/oradores convidados, mais de 65 empresas parceiras e 28 prémios. Tal foi o sucesso que a organização decidiu alargar a rede a outros pontos do país. Assim, a Startup Pirates chega à Sertã entre 21 a 28 de março, segue para Braga entre 25 de abril e 2 de maio, parte depois para o Funchal entre 18 e 25 de julho e, depois, novamente para Coimbra, entre 12 e 19 de setembro. Lisboa também volta a receber o evento, ainda sem data marcada. Para mais informações e inscrições, aqui.

No entanto, não pense que precisa de uma ideia de negócio para poder participar nesta “semana fazedora”. Os participantes não necessitam de ter uma ideia de negócio porque o programa da Startup Pirates foi especialmente pensado para quem quer aprender e conhecer uma rede de empreendedores que já passou pela experiência de criar um ou mais negócios.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O ministro das Finanças, Mário Centeno, intervém durante a  conferência "Para onde vai a Europa?", na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, 22 de março de 2019. MÁRIO CRUZ/LUSA

Próximo governo vai carregar mais 8 mil milhões em dívida face ao previsto

O ministro das Finanças, Mário Centeno, intervém durante a  conferência "Para onde vai a Europa?", na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, 22 de março de 2019. MÁRIO CRUZ/LUSA

Próximo governo vai carregar mais 8 mil milhões em dívida face ao previsto

Os postos de combustíveis no país estão a ser abastecidos com a máxima urgência. Fotografia: JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

Motoristas asseguram combustível na Páscoa

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Startup Pirates Sertã. A primeira ronda de uma volta a Portugal a formar fazedores