Coronavírus

Startup portuguesa lança curso prático de abordagem ao Covid-19

A equipa da startup portuguesa UpHill. Foto: Direitos Reservados
A equipa da startup portuguesa UpHill. Foto: Direitos Reservados

A UpHill, que tem software para análise da qualidade e treino para hospitais, lançou um curso, à base de casos virtuais, de abordagem à Covid-19.

Pretende ser mais uma ferramenta para ajudar o pessoal clínico a enfrentar de frente a pandemia do novo coronavírus (Covid-19). A UpHill, que tem software para análise da qualidade e treino avançado para hospitais, disponibiliza, a partir desta terça-feira, um curso prático, constituído por casos clínicos virtuais de abordagem à Covid-19.

A startup portuguesa, em comunicado, explica que toda a informação para este curso está presente na plataforma de simulação clínica, a UpHill Simulate, em regime de open source, estando disponível para qualquer profissional de saúde. “Além dos casos clínicos para simulação, desenvolvidos em conjunto com a Luz Saúde Learning Health, a startup junta-se à Associação Nacional de Médicos de Saúde Pública e à plataforma Evidentia Médica para, num esforço conjunto entre as três entidades, disponibilizarem a melhor evidência sobre o novo coronavírus”.

Na prática, com esta solução tecnológica é possível ao pessoal clínico ter acesso rápido e sistematizado dos protocolos de atuação clínica e à informação científica disponível, e permite testar as competências práticas na abordagem diagnóstica e terapêutica ao novo coronavírus.

Eduardo Freire Rodrigues, CEO da UpHill, em comunicado explica que: “Sabemos que a simulação é uma metodologia educacional que, pela interatividade que lhe é intrínseca, permite melhorar o conhecimento e a performance clínica em treinos rápidos e, consequentemente, melhorar os níveis de confiança dos profissionais. Por isso, numa altura em que se exigem, aos prestadores de cuidados, respostas rápidas e certeiras, a simulação em diferido representa, uma janela de oportunidade para reduzir incertezas face a uma doença que é nova e aprender num ambiente seguro, realístico, previsível e sem risco, tanto para profissionais como para os doentes”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
coronavirus turismo turistas

ISEG. Recessão em Portugal pode chegar a 8% este ano

A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. JOÃO RELVAS/LUSA

Pedidos de lay-off apresentados por 33.366 empresas

coronavirus lay-off trabalho emprego desemprego

Rendimento básico incondicional? “Esperamos não ter de chegar a esse ponto”

Startup portuguesa lança curso prático de abordagem ao Covid-19