Startup portuguesa Newton.ai expande para Arábia Saudita

Startup venceu uma competição organizada pela Autoridade Geral das Pequenas e Médias Empresas da Arábia Saudita.

A startup portuguesa Newton.ai - que desenvolve tecnologia de inteligência artificial para processos de recrutamento, está a expandir-se para a Arábia Saudita. O objetivo com a entrada neste mercado é ajudar a colmatar o elevado desemprego que existe entre os sauditas, de acordo com o comunicado enviado às redações. Na Arábia Saudita há um desequilibrio entre o nível elevado de contratação de estrangeiros.

“Acreditamos que a inteligência artificial está a mudar a forma como o recrutamento é feito, trazendo-lhe mais eficiência assim como interações mais positivas entre candidatos e recrutadores”, diz Hélder Silva, CEO da Newton.ai, em comunicado. “Agora, mais do que nunca, há um sentimento de urgência no sentido de resolver o problema global de match no mercado de trabalho para mitigar o desemprego”, explica Talal Al Sorayai, um dos primeiros investidores da Newton.ai nos EUA.

A startup portuguesa venceu ainda uma competição que contou com 300 startups. A competição era Human Resources Challenge e tinha como objetivo encontrar soluções que aplicassem Inteligência Artificial com capacidade de revolucionar o mercado do recrutamento. Newton.ai foi vencedora de um prémio de 25 mil dólares.

A Newton.ai tem uma tecnologia que cruza o deep learning e o processamento de linguagem natural para conseguir chegar aos melhores matches. Segundo o comunicado, "o chatbot utiliza esse processamento para ler a informação de cada oferta de trabalho assim como a informação dada pelos candidatos, fazendo com que a Newton.ai compreenda, por exemplo, que pessoas que desempenharam funções como 'motorista de camião' e 'estafeta de entregas' possam ser indicadas para o mesmo perfil de oferta de emprego, conseguindo também aferir o nível de senioridade através das expectativas salariais".

Hélder Silva, fundador e doutorando em Neurociências pela Universidade do Porto, explica que “o que estamos a fazer de inovador é listar uma oferta de trabalho pelas competências necessárias e não pelo seu sentido literal. A ideia é cortar com todas as barreiras que impedem um candidato de chegar à sua oportunidade de emprego ideal. A beleza desta tecnologia é que para além de nos trazer uma solução que apresenta os melhores candidatos especificamente para aquela oferta, consegue fazê-lo em cerca de 20 minutos e livre de bias”.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de