fazedores

TBee: A box controlada por gestos ou voz e que sabe tudo aquilo de que gosta

José Craveiro está no projeto da TBEE desde a apresentação do protótipo, em março de 2015.
Foto: Cristiano Silva / Global Imagens
José Craveiro está no projeto da TBEE desde a apresentação do protótipo, em março de 2015. Foto: Cristiano Silva / Global Imagens

Idealizada e inteiramente financiada por empresário do Norte, a consola premiada em Las Vegas chega às lojas no Natal.

Capaz de fazer ver às box multimédia da Apple, Google e da Amazon, a bracarense TBee é o novo gadget indispensável lá para casa que transforma o televisor numa consola de jogos, num ecrã de videoconferência, num browser de computador, num reprodutor de vídeo e de música e ainda ajuda a monitorizar a saúde do utilizador.

O lançamento oficial tem poucas semanas e o preço ainda é promocional (179,90€ para Portugal), devendo a TBee chegar às lojas durante o próximo mês. Worten, CTT e lojas de telecomunicações serão os pontos de venda iniciais.

TBee lançada no mercado nacional com preço promocional. Foto: Cristiano Silva / Global Imagens

TBee lançada no mercado nacional com preço promocional. Foto: Cristiano Silva / Global Imagens

O primeiro protótipo do produto, cujo desenvolvimento custou cerca de meio milhão de euros, foi apresentado em Las Vegas, onde conquistou o CES 2014 Innovations Design and Engineering Awards, provando que está à altura de concorrer internacionalmente.

“A integração dos gestos nos comandos da box é o que mais surpreende o público e será também o mais difícil de ser imitado pela concorrência [chinesa]”, explica José Craveiro, diretor da Quidbox.

A empresa que desenvolveu a TBee é uma spin off da Portlane, uma empresa de instalação de redes de fibra ótica e de sistemas de portagens do empresário bracarense Paulo Silva, cuja tecnologia de gravação e identificação de matrículas foi adaptada às necessidades da box.

É assim que, graças à câmara incorporada na box, o utilizador pode recorrer a gestos para percorrer menus no televisor, jogar com movimentos do corpo e, no futuro, fazer algo mais inovador e surpreendente que ainda está no “segredo do negócio”, mas que poderá amplificar exponencialmente o valor da tecnologia bracarense.

Ler notícias, ver televisão, jogar jogos ou falar com a família através de Skype são algumas possibilidades. Foto: Cristiano Silva / Global Imagens

Ler notícias, ver televisão, jogar jogos ou falar com a família através de Skype são algumas possibilidades. Foto: Cristiano Silva / Global Imagens

Com funcionamento por wi-fi e carregamento via USB, o comando da box inclui teclado e permite o controlo ou pesquisa por voz. A box pode ainda comunicar com smartphones para transmitir conteúdos, como fotos, música ou uma apresentação de trabalho.

A Marktest já está a utilizar um modelo desta box nos testes de audiências, visto que permite configurar perfis de utilizador, interesses de cada um e monitorização dos conteúdos. Por exemplo, tendo definido como interesse “automóveis”, ao ligar a box o utilizador será informado dos conteúdos com o marcador “automóveis” que passaram nos canais definidos e na internet.

Visto que a box funciona ligada à box do operador de televisão e/ou através da internet, permitindo aceder a conteúdos livres na web, pode ser utilizada em complemento dos canais tradicionais para aceder a canais internacionais, por exemplo. “Não queremos substituir nenhum serviço dos operadores, nem viemos tirar o lugar de ninguém, mas de facto a internet tem imensos canais de televisão livres e o que a box faz é dar acesso fácil a quem tiver a box”, explica Craveiro.

“No futuro, queremos ser distribuidores de conteúdos, sendo a box apenas uma ferramenta para atingir várias possibilidades”, refere José Craveiro, apontando que “a Amazon ou a Netflix teriam vantagens em distribuir conteúdo” através deste equipamento português, mas também os clubes de vídeo dos operadores seriam mais intuitivos através da TBee.

A internacionalização já está em curso, com os primeiros distribuidores já definidos na Holanda e na Alemanha. O objetivo é vender 10 mil unidades em 2017, só em Portugal.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Fotografia: REUTERS/Albert Gea

Crise na Catalunha não afecta BPI

António Ramalho, presidente do Novo Banco

Novo Banco coloca PME como prioridade

Foto: Filipe Amorim / Global Imagens

Quem é Siza Vieira, o conselheiro de Costa que passa a ministro

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
TBee: A box controlada por gestos ou voz e que sabe tudo aquilo de que gosta