fazedores

The Bam & Boo. Escovas sustentáveis e que lhe chegam a casa sozinhas

The Bam & Boo. Escovas sustentáveis e que lhe chegam a casa sozinhas
Fernando Ribeiro e Nuno Catarino fundaram a The Bam and Boo. FOTO: Gustavo Bom / Global Imagens

É um projeto digital, em modelo de subscrição e totalmente ecológico. Nuno e Fernando são já líderes na Europa

Nuno Catarino e Fernando Ribeiro foram atingidos, em cheio, por aquilo que chamam de “efeito Web Summit”. A chegada do evento a Lisboa, em 2016, foi, para eles, um acelerador de ideias. “A Web Summit foi um catalisador, do ponto de vista de pôr as pessoas a pensar coisas,” contam

Mas a história dos dois fazedores começa uns anos antes, na época da crise, quando as empresas começaram a emagrecer os departamentos de criativos. Antigos colegas de trabalho, Nuno e Fernando juntam-se para fazer nascer a Lisbon Marketing United, uma consultora de outsourcing na área do marketing e publicidade. Ao desenvolverem as ideias dos outros, ficaram com uma certeza: queriam também ter os seus projetos próprios.

Voltando à Web Summit, é no rescaldo da conferência, no arranque do ano de 2017, que percebem que ideia querem para si: tinha de ser algo digital, que se auto financiasse e trouxesse valor ao mundo. “Queríamos que fosse um produto que tivesse uma história para contar. Não só que nos desse dinheiro, mas que nos dissesse alguma coisa”, conta Nuno Catarino. Fernando Ribeiro concorda. “A parte da sustentabilidade é algo que nos toca aos dois. A mim pelos meus filhos, pelo que lhes quero deixar. Ao Nuno, da perspetiva de alguém mais novo, e portanto mais consciente para este tipo de tópicos.”

Desta forma nasceu a marca de escovas de dentes The Bam & Boo, feitas de bambu e 95% biodegradáveis. Faltam “só as cerdas são de plástico, porque ainda não existe uma alternativa que seja simultaneamente ecológica e higiénica. Já o bambu é um material natural, sustentável e antibacteriano”, explicam os fazedores.

Além de ecológico, o projeto é digital, assente num modelo de subscrição. Depois da primeira compra, os clientes recebem uma escova de dentes em casa a cada três meses, “o tempo médio recomendado pelos dentistas”.

Posta no mercado em julho de 2017, a The Bam & Boo tem conseguido um sucesso estrondoso, nunca tendo recorrido a investidores, sempre reinvestindo os seus lucros. Atualmente, Fernando e Nuno enviam as suas escovas de dentes sustentáveis para mais de 60 países, sendo que 85% das vendas são para fora de Portugal. O principal mercado é o Reino Unido e as subscrições representam já 80% das vendas. Os dois fazedores esperam terminar o ano de 2019 com um milhão de euros em faturação.

Agora, querem ser líderes de mercado da higiene oral sustentável, – “mas sempre em modelo de subscrição”. Já o são na Europa, falta o resto do mundo. E acrescentar às escovas de dentes outros produtos, como por exemplo, as pastas de dentes. Para o conseguirem, estão a ponderar se vão entrar no ecossistema das startups e procurar um investidor. “Ainda estamos a ver como essas coisas funcionam. É um mundo novo para nós”, admitem.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página inicial

LUÍS FORRA/LUSA

Dia 6. 50 euros dividem patrões e motoristas

O advogado e porta-voz do sindicato nacional dos motoristas, Pardal Henriques. ANTÓNIO COTRIM/LUSA

Sindicato: “Queremos bases bem definidas para iniciar negociação”

Outros conteúdos GMG
The Bam & Boo. Escovas sustentáveis e que lhe chegam a casa sozinhas