Entretenimento

THU desafia jovens criativos portugueses a criar histórias digitais

André Lourenço é o fundador do Trojan Horse Was a Unicorn. (DR)
André Lourenço é o fundador do Trojan Horse Was a Unicorn. (DR)

Trojan Horse Was a Unicorn vai levar participantes nacionais ao festival, em Malta, graças a parceria com Ministério da Cultura e Universidade Nova.

Os jovens criativos portugueses poderão entrar no maior festival do mundo de entretenimento digital sem pagar nada. O Trojan Horse Was a Unicorn (THU) vai desafiar os criativos entre os 18 e os 25 anos a construírem histórias para o mundo digital. Os melhores participantes no THU Talent League vão ter entrada grátis no festival THU, que vai realizar-se em Malta entre os dias 23 e 28 de setembro. O projeto foi anunciado esta segunda-feira, ao abrigo de uma parceria com o Ministério da Cultura e a Universidade Nova.

“É com muito orgulho que lanço esta competição em Portugal. É um sonho concretizado, graças à ministra, que nos apoiou desde a primeira hora. Trabalhar na área do cinema, animação e jogos ainda é uma opção que a maioria dos jovens não considera possível, mesmo que para muitos seja um sonho. O nosso objetivo é trazer o conhecimento do mercado internacional que o THU nos permitiu obter nos últimos seis anos, partilhá-lo de forma a dar um contributo positivo à comunidade e ajudar novos talentos a vingar na indústria”, destacou André Lourenço, fundador do THU, numa apresentação feita na Casa do Impacto, em Lisboa.

Os concorrentes terão de apresentar os seus trabalhos até 5 de agosto, sob o tema “A História Atrás do Artista”. Os jovens participantes serão avaliados por Marc Simonetti, conhecido como o ilustrador dos livros de “A Guerra dos Tronos”, e Shuzo Shiota, o presidente executivo da Polygon Pictures.

O projeto vencedor terá acesso ao bilhete gratuito e a todas as despesas pagas, voo incluído. Os outros três melhores projetos terão acesso a entradas grátis. O ingresso mais barato para o THU custa, atualmente, 450 euros.

Em 2020, André Lourenço quer que haja 15 países a ingressar nesta competição, incluindo gigantes como a Índia e o Japão. Em 2021, o THU Talent League poderá contar com jovens de 30 países a concorrer entre si para entrar no maior festival de entretenimento digital do mundo.

Além do concurso de arte digital, o festival vai realizar três palestras, em Lisboa, Porto e Braga. Entre 9 e 13 de setembro, André Lourenço vai partilhar a sua visão sobre esta indústria a uma plateia de criadores e empreendedores desta área.

O THU de 2019 já tem as presenças confirmadas de Gregory Manchess, Neil Huxley, Vicki Dobbs Beck e Yuko Shimizu, entre outros. Walt Disney Animation Studios, Lego e Netflix são apenas algumas das empresas que marcaram presença em edições anteriores para encontrar talento e recrutar participantes.

Regresso a Portugal

O festival THU começou em Portugal em 2013 e acabou por sair em 2017. Mas se no início o problema foi a falta de apoios, André Lourenço assumiu que o evento precisava de dar o salto para o estrangeiro e crescer.

Dois anos depois, o fundador do THU e a ministra da Cultura, Graça Fonseca, assumem que o protocolo hoje anunciado “é o primeiro passo” para reforçar a ligação do festival a Portugal. A indústria do entretenimento digital vale atualmente 1,9 biliões de dólares.

“Queremos ir mais longe. Vamos trabalhar para que a indústria digital cresça em Portugal. Acreditamos convictamente que Portugal tem tudo o que é necessário para o entretenimento digital, na área do cinema e do audiovisual”, destacou a governante, que teve um “papel importante” para que fosse desenhada esta competição.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
GSFJ2392

“A sustentabilidade dos media depende de todos nós”

Alexandre Fonseca - CEO da Altice Portugal

Fotografia: Gerardo Santos

Alexandre Fonseca sobre 5G: “Portugal hoje posiciona-se na cauda da Europa”

Sebastião Lancastre, Easypay

Easypay. “Para sermos relevantes para os clientes temos de ouvi-los”

Outros conteúdos GMG
THU desafia jovens criativos portugueses a criar histórias digitais