Investimento

Tradiio procura 600 mil euros em financiamento por crowdfunding

É a maior campanha de sempre de financiamento de uma empresa portuguesa através de equity crowdfunding.

A Tradiio, uma plataforma de lançamento de novos talentos musicais fundada em 2014, arrancou hoje com a maior campanha portuguesa de sempre de equity crowdfunding (financiamento coletivo). A startup portuguesa recorreu à Seedrs, uma plataforma luso-inglesa e a maior da Europa no sector, para conseguir um investimento de 600 mil euros em troca de 13% de equity (capital).

Através da Tradiio, os artistas podem mostrar os seus trabalhos musicais e conseguir retorno financeiro diretamente dos seus seguidores, que podem subscrever mensalmente os seus músicos favoritos. Atualmente com mais de 30 mil artistas registados de uma centena de países, a startup pretende utilizar o valor angariado na campanha para alavancar uma maior expansão internacional e lançar a Tradiio nos Estados Unidos. “Não há melhor forma de mostrar que o crowdfunding funciona do que fazer o nosso próximo round através do mesmo modelo. Esta é a oportunidade perfeita para envolvermos a comunidade portuguesa na internacionalização da Tradiio nos Estados Unidos,” explica em comunicado Álvaro Gomes, CEO da startup. A campanha já atingiu 37% do objetivo no primeiro dia e vai estar ativa durante os próximos 60 dias.

A Seedrs volta a contribuir para apoiar as empresas portuguesas. Foram várias as que completaram com sucesso campanhas de financiamento na plataforma. Recentemente, a eSolidar angariou 200 mil libras (241 mil euros) junto de mais de 180 investidores.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa, e o ministro das Finanças, Mário Centeno. Fotografia: PATRICIA DE MELO MOREIRA/AFP

Exportações e turismo afundam 9,6% e geram recessão de 2,3% no 1º trimestre

Cartões de crédito e débito. Fotografia: Global Imagens

Malparado: 10% das famílias com crédito está em incumprimento

Fotografia: José Sena Goulão/Lusa

Um quarto das empresas de alojamento e restauração está em incumprimento

Tradiio procura 600 mil euros em financiamento por crowdfunding