TripAdvisor compra a portuguesa BestTables

A TripAdvisor comprou a startup portuguesa BestTables, fundada em 2011 e que se dedica a ajudar os consumidores a encontrarem e reservarem restaurantes em Portugal e no Brasil.

Sem adiantar valores da transação, Ricardo Sécio, CEO da empresa, explica ao Dinheiro Vivo que o facto de ter vendido a empresa que fundou é, mais do que uma sensação saudosista, "um enorme orgulho".

"Não tínhamos a mínima noção do que é uma empresa expor-se nos mercados internacionais a uma avaliação destes grandes grupos. O facto de um grupo como o TripAdvisor poder comprar as empresas que lhe apetecer e ter optado pela BestTables reflete o trabalho que fomos desenvolvendo ao longo dos anos", esclarece Ricardo Sécio.

Criada em 2011, a BestTables internacionalizou-se e cresceu para o mercado brasileiro há pouco mais de um ano. Na empresa trabalham cerca de 20 pessoas que vão manter-se na nova estrutura. Com a aquisição pelo The Fork, braço do grupo TripAdvisor que é líder de mercados em França, Bélgica, Itália e Suíça ,a marca BestTables deixa de existir, sendo a estrutura integrada na empresa do grupo e ficando o português Ricardo Sécio responsável pelo mercado brasileiro.

Leia mais: 10 curiosidades sobre viajantes segundo o TripAdvisor

Para a operação, concretizada há poucos dias, contribuiu, segundo Sécio, a visão semelhante das duas empresas. "Mantemos o mesmo objetivo: ajudar os consumidores a encontrar os seus restaurantes e a reservar mesa e ajudar os restaurantes a terem as mesas cheias e a melhorarem as suas operações.", esclarece o fundador da startup portuguesa, não adiantando o número de utilizadores que a empresa tem de momento nos dois mercados.

Leia mais: TripAdvisor distingue 2.438 hotéis, restaurantes e atrações em Portugal

"Portugal e Brasil são mercados importantes para nós e a empresa será uma adição valiosa enquanto continuamos a fortalecer a nossa oferta de restaurantes", disse Bertrand Jelensperger, presidente do The Fork, em comunicado.

"Temos a consciência de que quando criamos uma marca a intenção é sempre crescer. Mas é uma luta de titãs neste setor", conclui Ricardo Sécio.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de