besttables

TripAdvisor compra a portuguesa BestTables

BestTables foi fundada em Portugal em 2011. Há um ano internacionalizou-se e entrou no mercado brasileiro.
BestTables foi fundada em Portugal em 2011. Há um ano internacionalizou-se e entrou no mercado brasileiro.

A TripAdvisor comprou a startup portuguesa BestTables, fundada em 2011 e que se dedica a ajudar os consumidores a encontrarem e reservarem restaurantes em Portugal e no Brasil.

Sem adiantar valores da transação, Ricardo Sécio, CEO da empresa, explica ao Dinheiro Vivo que o facto de ter vendido a empresa que fundou é, mais do que uma sensação saudosista, “um enorme orgulho”.

“Não tínhamos a mínima noção do que é uma empresa expor-se nos mercados internacionais a uma avaliação destes grandes grupos. O facto de um grupo como o TripAdvisor poder comprar as empresas que lhe apetecer e ter optado pela BestTables reflete o trabalho que fomos desenvolvendo ao longo dos anos”, esclarece Ricardo Sécio.

Criada em 2011, a BestTables internacionalizou-se e cresceu para o mercado brasileiro há pouco mais de um ano. Na empresa trabalham cerca de 20 pessoas que vão manter-se na nova estrutura. Com a aquisição pelo The Fork, braço do grupo TripAdvisor que é líder de mercados em França, Bélgica, Itália e Suíça ,a marca BestTables deixa de existir, sendo a estrutura integrada na empresa do grupo e ficando o português Ricardo Sécio responsável pelo mercado brasileiro.

Leia mais: 10 curiosidades sobre viajantes segundo o TripAdvisor

Para a operação, concretizada há poucos dias, contribuiu, segundo Sécio, a visão semelhante das duas empresas. “Mantemos o mesmo objetivo: ajudar os consumidores a encontrar os seus restaurantes e a reservar mesa e ajudar os restaurantes a terem as mesas cheias e a melhorarem as suas operações.”, esclarece o fundador da startup portuguesa, não adiantando o número de utilizadores que a empresa tem de momento nos dois mercados.

Leia mais: TripAdvisor distingue 2.438 hotéis, restaurantes e atrações em Portugal

“Portugal e Brasil são mercados importantes para nós e a empresa será uma adição valiosa enquanto continuamos a fortalecer a nossa oferta de restaurantes”, disse Bertrand Jelensperger, presidente do The Fork, em comunicado.

“Temos a consciência de que quando criamos uma marca a intenção é sempre crescer. Mas é uma luta de titãs neste setor”, conclui Ricardo Sécio.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página inicial

BCP

BCP propõe distribuir 30 milhões em dividendos

Miguel Maya, CEO do Millennium Bcp.
(Leonardo Negrão / Global Imagens)

Lucro do BCP sobe mais de 60% para 300 milhões em 2018

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
TripAdvisor compra a portuguesa BestTables