empreendedores

Sommeliers juntam-se no mercado de vinhos em modo digital

Rodrigo Quina
Rodrigo Quina

Especialistas juntam-se para lhe levar conversas sobre vinho e as melhores escolhas.

Novos vinhos, as melhores castas, anos de eleição, nariz e sabor. Para os apaixonados do vinho, são temas que dão horas e horas de conversa, de preferência em grupo e com umas boas garrafas à mesa. E porque não continuar a aproveitar esses bons momentos, mesmo que seja à distância?

Foi nisso que pensaram Tomás Caldeira Cabral , Rodrigo Quina e Francisco Alvim e da ideia nasce agora o seu mercado de vinhos digital. No contexto de risco de contágio pela covid-19 e dadas as medidas de contenção da pandemia, a equipa do TintoCao.com juntou-se aos seus produtores, escanções, chefs e apaixonados de vinho para apresentar o Mercado de Vinhos Digital.

“Decidimos, para fazer face ao momento que vivemos, em que estamos impossibilitados de estar juntos no Mercado de Cascais, nos jantares vínicos e em todas as provas que decorrem todas as semanas em Portugal, criar um grande mercado de vinhos digital nos dias 28 e 29 de março“, explica Rodrigo Quina.

O objetivo é substituir o mercado de vinhos presencial, por um digital, “onde haverá dezenas de produtores a falar dos seus projetos e vinhos, a responder às vossas questões, vamos ter sommeliers com provas comentadas e muito mais”.

Para conhecer o programa criado pela equipa, basta entrar em TincoCao.com e ali poderá também adquirir os vinhos dos produtores de que mais gostar para receber em casa, com toda a segurança.

Quanto ao mercado digital, vai decorrer na página do Evento Mercado de Vinhos Digital, aqui ou na página de Instagram do grupo.

Já confirmadas estão as presenças dos sommeliers André Figuinha (Escanção do Ano 2020, head sommelier do Restaurante Feitoria), Pedro Nogueira (Restaurante Feitoria), Pedro Ramos (Alma – Henrique Sá Pessoa), João Pichetti (Marlene Vieira), Ricardo Morais (JNCQUOI Ásia), Diogo Yebra (JNCQUOI) e Diego Apolinario (ENEKO LISBOA – Penha Longa). “Os sommeliers terão várias entradas em direto ao longo dos dois dias, interagindo com o público e com os produtores”, explica Rodrigo Quina.

Entre os produtores confirmados, que vão recebê-los em direto e apresentar os seus vinhos além de responder a questões, contam-se ainda a Herdade de Pegos Claros – Palmela, as Caves de São João – Bairrada, a Casa de Paços – Vinho Verde, a Herdade do Cebolal – Alentejo, Joaquim Arnaud – Alentejo, Quinta da Côrte – Douro, Quinta dos Três Maninhos – Dão, Adega Camolas – Setúbal, Quinta do Olival da Murta – Lisboa e Quinta do Cume – Douro.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
coronavirus turismo turistas

ISEG. Recessão em Portugal pode chegar a 8% este ano

A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. JOÃO RELVAS/LUSA

Pedidos de lay-off apresentados por 33.366 empresas

coronavirus lay-off trabalho emprego desemprego

Rendimento básico incondicional? “Esperamos não ter de chegar a esse ponto”

Sommeliers juntam-se no mercado de vinhos em modo digital