Fazedores

Vinho português com gás chega ao Continente

Tiago Dionísio e João Perdiz são os fundadores da OPO, marca de vinho spritzer português. (Orlando Almeida / Global Imagens)
Tiago Dionísio e João Perdiz são os fundadores da OPO, marca de vinho spritzer português. (Orlando Almeida / Global Imagens)

Wine Spritzer com apoio do grupo Sogrape chega na próxima semana a 45 hipermercados do grupo Sonae.

O primeiro vinho português com gás vai chegar ao Continente. A partir da próxima segunda-feira, a OPO vai vender o seu wine spritzer em 45 hipermercados do grupo Sonae. Este é o primeiro acordo com uma retalhista da startup nascida em outubro de 2018 pelas mãos de João Perdiz e de Tiago Dionísio e que conta com o apoio do grupo Sogrape.

Nos hipermercados, será possível encontrar a versão light da OPO, “com apenas 40 calorias por cada 100 ml e que é adoçada com stevia”, refere a marca em comunicado enviado ao Dinheiro Vivo.

Versão light da OPO conta com 40 calorias por cada 100ml

Versão light da OPO conta com 40 calorias por cada 100ml

Cada garrafa custará 2,49 euros e será vendida no formato de 0,33l, com 5% de álcool.

A nova gama estará disponível em dois sabores: vinho branco com limão e gengibre e vinho rosé com morango e framboesa, tal como acontece na gama original.

Até agora, este wine spritzer apenas poderia ser comprado na página da OPO ou era servido em bares, esplanadas, hotéis, terraços e cafés de todo o país.

Presente em cinco países, esta marca prevê acabar 2020 com uma faturação de 800 mil euros, oito vezes mais do que o valor registado em 2019.

Pode conhecer melhor a OPO através deste texto publicado pelo Dinheiro Vivo em julho de 2019: OPO. Vinho português com gás servido com fruta e (muito) gelo.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Fotografia: Arquivo/ Global Imagens

Transações de casas caíram 35,25% em abril. Preços começam a abrandar

(João Silva/ Global Imagens)

Estrangeiros compraram menos casas em Portugal em 2019. Preço por imóvel subiu

(JOSÉ COELHO/LUSA)

Cadeias de retalho contra desfasamento de horários. Aguardam publicação da lei

Vinho português com gás chega ao Continente