Dinheiro Vivo Made in Portugal

Vista Alegre: Dos fornos de Ílhavo para a mesa da Casa Branca

A carregar player...

Com quase dois séculos é uma das empresas portuguesas com mais tradição. No DV Made in Portugal desta semana fique a conhecer a Vista Alegre

É o decano das marcas da portugalidade e não admira que seja comum encontrar uma peça Vista Alegre numa casa portuguesa. Ainda assim, a dois anos de completar dois séculos, a empresa continua imparável e com vontade de crescer para lá dos 70 mercados para onde exporta hoje a produção.

Fruto da fusão com a Atlantis, a Vista Alegre tem hoje um catálogo capaz de “pôr a mesa” por inteiro com pratos de porcelana, copos de cristal e ainda a cutelaria. E é com uma pool internacional de designers, em estreita colaboração com as equipas internas de design, que a Vista Alegre procura desenvolver coleções inéditas, que criam as tendências neste mercado.

Mas para lá da contemporaneidade do design que dá forma e cor às coleções, quem visita a fábrica de porcelanas em Ílhavo vai reencontrar a mesma forma de pintura à mão e de escultura manual que sempre distinguiu a empresa desde 1824 e que ainda hoje tornam cada peça numa obra de arte única.

Foi essa delicada forma de artesania preservada ao longo de gerações que o Made in Portugal foi redescobrir numa empresa que fabrica baixelas que conquistaram mesas tão distintas como as da Presidência da República, da Casa Branca ou o próprio Palácio de Buckingam.

O melhor é ver o vídeo.

Consulte aqui todas as reportagens da rubrica Made in Portugal.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Restaurante de praia 
 Maré at Pine Cliffs 
(Maria João Gala /Global Imagens)

Pandemia faz disparar desemprego, mas verão alivia alguns setores

(JOSÉ COELHO/LUSA)

Cadeias de retalho contra desfasamento de horários. Aguardam publicação da lei

hipermercadocontinente-10-512c7deb70a7ca55484e2abb8c98e447c8dae639

Banco de Horas.Depois do não adiamento, Continente e Fnac avançam para referendo

Vista Alegre: Dos fornos de Ílhavo para a mesa da Casa Branca