Web Summit: Cem startups portuguesas vão pagar metade do bilhete

Com investimento de cerca de 50 mil euros nos ingressos, Road 2 Web Summit abre candidaturas para a sexta edição. Ascende a 700 o número de jovens empresas tecnológicas ajudadas desde 2016.

Há cem startups portuguesas que vão pagar metade do bilhete para estarem na Web Summit. Abrem esta quarta-feira as candidaturas para a sexta edição do Road 2 Web Summit. O programa de incentivo à participação na cimeira tecnológica é promovido pela associação Startup Portugal e o investimento estimado ronda os 50 mil euros.

Poderão candidatar-se as startups fundadas a partir de 2016, com um protótipo e uma página ativa na internet, terem sede fiscal em Portugal e ainda têm de estar registadas na plataforma agregadora de dados Startup Hub.

Na ordem das inscrições, a organização vai dar prioridade a empresas mais recentes, que nunca tenham participado na iniciativa, com receitas ou investimento acumulado de até três milhões de euros. As inscrições para o Road 2 Web Summit 2021 poderão ser feitas através desta página.

As startups selecionadas irão ter acesso a um bilhete Alpha por 497,5 euros em vez dos 995 euros cobrados na página da Web Summit. Só nos bilhetes, calcula-se que o investimento ronde os 50 mil euros.

Além da entrada com desconto, as empresas selecionadas vão ter acesso a uma sessão intensiva de preparação. Para tirarem o melhor proveito da conferência, as startups terão direito a seminários de apresentação do projeto, como abordar jornalistas e investidores e ainda como navegar na Web Summit conforme os objetivos de cada empresa.

A iniciativa inclui ainda "uma vertente de internacionalização, através do acesso à conferência irmã da Web Summit, a Collision", que irá decorrer em Toronto, no Canadá, de 20 a 23 de Junho de 2022, refere o comunicado de imprensa.

Com a sexta edição, passa para 700 o número de startups portuguesas apoiadas desde que o programa foi lançado, em 2016, ano da primeira edição da Web Summit em Portugal. A oferta de metade do bilhete tem sido a proposta mais regular; em 2020, como a edição foi remota e os ingressos foram mais baratos, o programa permitiu a entrada na cimeira com tudo pago.

O líder da Startup Portugal, Simon Schaefer, assinala que "com um mercado interno demasiado pequeno para permitir que as startups escalem significativamente, o Road 2 Web Summit é um dos programas centrais para apoiar o ecossistema português".

O secretário de Estado para a Transição Digital, André de Aragão Azevedo, nota que a iniciativa "é uma ferramenta essencial para a boa prestação de empresas nacionais no maior palco do empreendedorismo tecnológico, que é a Web Summit".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de