fazedores

Web Summit: Do palco principal ao Pitch, não faltam startups portuguesas

Fotografia: Filipe Amorim/ Global Imagens
Fotografia: Filipe Amorim/ Global Imagens

Há mais de duas dezenas de startups que vão apresentar-se nos quatro dias da Web Summit. 11 delas vão subir ao palco do Altice Arena.

Vai ser difícil ignorar a presença das startups portuguesas na quarta edição da Web Summit em Lisboa. Há um total de 23 empresas portuguesas que vão subir ao palco principal ou participação na competição Pitch da maior cimeira de tecnologia da Europa.

O toque português na Web Summit vai começar ainda antes do arranque na noite de abertura. Entre as 17h e as 18h20, será possível assistir a apresentações de várias startups com fundadores portugueses ou baseadas em Portugal.

Luísa Lima, a fundadora da Fyde; André Jordão, líder da Barkyn; Nils Henning, CEO e co-fundador da Casafari; Rui Sales, presidente da portuguesa Stratio; Daniela Seixas, líder da Tonic App; e Louise Lindblad, co-fundadora da Valispace. Estes fazedores vão repetir a apresentação no palco principal nos restantes três dias da Web Summit.

Perto das 19h, Daniela Braga, fundadora da DefinedCrowd, vai participar num debate – moderado por Filomena Cautela -sobre como Portugal está a atrair empresas tecnológicas.

Na terça-feira, dia 5, haverá quatro startups sediadas em Portugal a falar no palco principal da cimeira de tecnologia, logo às 9h da manhã: Nils Henning, CEO e co-fundador da Casafari; André Jordão, líder da Barkyn; Nuno Fonseca, fundador da Sound Particles; e Nuno Pinto, o principal responsável pela Coverflex.

No dia 6, voltamos a ter quatro startups portuguesas a subir ao palco do Altice Arena. Entre as 9h15 e as 10h, será possível assistir às apresentações de Amir Bozorgzadeh, da Virtuleap (sediada em Lisboa); de Luísa Lima, a fundadora da Fyde; Louise Lindblad, co-fundadora da Valispace; e ainda Rui Sales, presidente da portuguesa Stratio.

No último dia, será possível assistir às apresentações de Daniela Seixas, da Tonic App; e ainda de Mariano Kostelec, o fundador e presidente executivo da Student Finance.

Uma dúzia no Pitch

A presença de Portugal na Web Summit não fica por aqui. Há 12 startups nacionais que vão participar na competição Pitch, que vai escolher a melhor startup na cimeira liderada por Paddy Cosgrave.

Entre os 135 candidatos, vão apresentar-se nos palcos dos pavilhões da FIL a Betmarkets; Doppio; Eva; Fractal Mind; GoParity; Bloq.it; CorkBrick; ECO2blocks; Modatta; Neroes; Ripatrip e ainda a Ubirider.

Também haverá membros do júri portugueses nesta competição: Cristina Fonseca, sócia da sociedade de capital de risco Indico Capital Partners; David Braga Malta, da equipa da Vesalius Biocapital; e ainda Sérgio Raposo Frade, administrador do Crédito Agrícola.

A competição Pitch da Web Summit volta a ter patrocinador em 2019 – a Siemens -, ao contrário do que aconteceu em 2018. Não se sabe ainda, no entanto, se haverá algum monetário para a startup que vencer esta competição.

No ano passado, esta competição foi ganha pela Wayve, uma startup que desenvolveu um sistema de condução autónoma baseado apenas no cérebro dos carros e não em dezenas de câmaras ou sensores, como faz a concorrência.

Portugal já venceu esta competição, em 2014, graças à Codacy. A plataforma fundada por Jaime Jorge fechou, no início de outubro, uma ronda de investimento de 7,7 milhões de dólares.

Pode ler aqui todas as notícias sobre a Web Summit 2019

(Notícia atualizada dia 30 de outubro com mais dados sobre as apresentações no palco principal)

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
A ministra do Trabalho, Ana Mendes Godinho (D), e o secretário de Estado do Emprego, Miguel Cabrita (E). Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Salário mínimo de 635 euros? Dos 617 dos patrões aos 690 euros da CGTP

concertação

Governo sobe, sem acordo, salário mínimo até 635 euros em 2020

concertação

Governo sobe, sem acordo, salário mínimo até 635 euros em 2020

Outros conteúdos GMG
Web Summit: Do palco principal ao Pitch, não faltam startups portuguesas