Web Summit - DV Media Partner

Web Summit já tem primeiros 200 oradores para 2017. Nove são portugueses

Paddy Cosgrave na inauguração do novo escritório da Web Summit em Lisboa.
(Nuno Pinto Fernandes / Global Imagens)
Paddy Cosgrave na inauguração do novo escritório da Web Summit em Lisboa. (Nuno Pinto Fernandes / Global Imagens)

Web Summit vai ter um palco dedicado ao debate das alterações climáticas, o PlanetTech, e que terá o apoio da estação britânica BBC

A Web Summit anunciou esta segunda-feira os primeiros 200 oradores para a edição de 2017 e já há nove portugueses confirmados. António Horta-Osório, o banqueiro que lidera o Lloyds, é a principal novidade da segunda edição da cimeira digital em Lisboa. Os restantes oradores portugueses já estiveram na edição da Web Summit de 2016.

São os casos de José Manuel Barroso, antigo presidente da Comissão Europeia; Carlos Moedas, comissário europeu para a Ciência e Inovação; José Neves, fundador e CEO da Farfetch; Domingos Soares de Oliveira (administrador da SAD do Benfica), Tiago Pires, surfista; João Barros, CEO da Veniam; e João Guerra, cofundador da Dream Factory Network.

A nível internacional, foram anunciados os nomes de Gillian Tans, CEO do grupo Booking; e Dara Khosrowshahi, líder do grupo Expedia, que detém o portal Trivago. Estes dois nomes ligados ao turismo mostram que este “é um sector que está a crescer” e que “está a mudar significativamente”, destacou Eleanor Mc Grath, responsável das relações com a imprensa, em conversa com os jornalistas, no escritório da Web Summit em Lisboa.

Destaque também para a presença do presidente executivo do Société Générale, Frédéric Oudéa; o fundador da aceleradora 500 Startups, David McClure; o CEO da plataforma de crowdfunding Indiegogo, Slava Rubin; o líder da Young & Rubicam, David Sable; e a responsável de marketing do IKEA, Claudia Willvonseder.

Na semana passada, a organização já tinha anunciado os cinco primeiros nomes: Sean Rad, fundador do Tinder, Margrethe Vestager, comissária europeia da Concorrência, Brian Krzanich, presidente executivo da Intel, John Seifert, presidente executivo da Ogilvy & Mather, e Kara Swisher, editora executiva do portal Recode.

São esperados em 2017 mais de mil oradores e a organização pretende aumentar a participação das mulheres, que, em 2016, representaram menos de 30% dos oradores.

Alterações climáticas em debate

Mc Grath adiantou também que a Web Summit vai ter um palco dedicado ao debate das alterações climáticas, o PlanetTech, e que terá o apoio da estação britânica BBC. Será a segunda vez que será discutido este tema, depois da estreia no evento Collision, organizado no início de maio.

Este será um dos 18 temas em discussão na cimeira digital, entre 6 e 9 de novembro, na FIL e no Meo Arena, no Parque das Nações, em Lisboa. São esperados mais de 60 mil participantes.

Em maio, foi anunciada a entrada da Mercedes como uma das principais patrocinadoras do evento. A marca automóvel alemã vai organizar uma maratona de programação (hackaton) e vai tornar-se na principal patrocinadora da Pitch Competition.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página inicial

LUÍS FORRA/LUSA

Dia 7. Patrões e motoristas divididos por 50 euros

Motoristas em greve junto à saída da sede da Companhia Logística de Combustíveis (CLC), em Aveiras de Cima, durante a greve por tempo indeterminado dos motoristas de matérias perigosas e de mercadorias, Azambuja, 16 de agosto de 2019. Portugal está, desde sábado e até às 23:59 de 21 de agosto, em situação de crise energética, decretada pelo Governo devido a esta paralisação, o que permitiu a constituição de uma Rede de Emergência de Postos de Abastecimento (REPA), com 54 postos prioritários e 320 de acesso público. TIAGO PETINGA/LUSA

Greve dos motoristas: atenções voltadas para plenário de trabalhadores

Outros conteúdos GMG
Web Summit já tem primeiros 200 oradores para 2017. Nove são portugueses