Web Summit

Web Summit muda política de preços dos bilhetes

Fotgrafia: Pedro Rocha / Global Imagens
Fotgrafia: Pedro Rocha / Global Imagens

A organização da cimeira de tecnologia quer reduzir preço dos bilhetes e número de lugares disponíveis para pacotes ALPHA.

É uma redução de mais de metade do preço. A conferência tecnológica anunciou, através do seu blog oficial, que vai diminuir em 56% o valor dos bilhetes do pacote ALPHA, para startups que ainda estão em fase inicial.

A decisão acontece no seguimento de um estudo estatístico que a organização fez para avaliar como tinha corrido a conferência, tendo chegado à conclusão que os preços altos praticados acabaram por afastar alguns potenciais participantes.

“Quando inquirimos as startups que tinham sido selecionadas para participar como ALPHA, em 2016, mas que recusaram, a razão principal para não terem vindo foi o custo, em 77% dos casos. O número sobre para mais de 95% em situações em que a startup veio de um país desenvolvido. De todas as startups que recusaram vir, 81% são de países desenvolvidos. É um problema”, pode ler-se na publicação.

Leia aqui: Paddy Cosgrave quer mais espaço no Parque das Nações

A Web Summit assume que o custo dos bilhetes de acesso à conferência tem subido 27% de ano para ano. O preço do pacote ALPHA é perto de dois mil euros e dá direito a um dia de expositor para a startup e bilhetes para a equipa, que têm ainda acesso a investidores e programas específicos.

Com a redução do valor ALPHA, a organização indica que também menos lugares estarão disponíveis no acesso a este pacote. Contudo, vão ser disponibilizados mais bilhetes nas categorias BETA e START, para startups em fase mais avançada.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
País precisa de repor, pelo menos, os 150 mil hectares de floresta perdida nos últimos 10 anos. Fotografia: Rodrigo Cabrita

Floresta vale mais de 1,3 mil milhões e está subaproveitada

António Serrano, nos estúdios da TSF. Professor catedrático e político português, foi Ministro da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e das Pescas do XVIII Governo Constitucional de Portugal.
(Reinaldo Rodrigues/Global Imagens)

António Serrano: “É preciso um choque de gestão no território florestal”

Jean-Claude Juncker. Fotografia: REUTERS / François Lenoir

Dinheiro do plano Juncker para Portugal duplica em apenas um ano

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Web Summit muda política de preços dos bilhetes