Web Summit

Web Summit muda política de preços dos bilhetes

Fotgrafia: Pedro Rocha / Global Imagens
Fotgrafia: Pedro Rocha / Global Imagens

A organização da cimeira de tecnologia quer reduzir preço dos bilhetes e número de lugares disponíveis para pacotes ALPHA.

É uma redução de mais de metade do preço. A conferência tecnológica anunciou, através do seu blog oficial, que vai diminuir em 56% o valor dos bilhetes do pacote ALPHA, para startups que ainda estão em fase inicial.

A decisão acontece no seguimento de um estudo estatístico que a organização fez para avaliar como tinha corrido a conferência, tendo chegado à conclusão que os preços altos praticados acabaram por afastar alguns potenciais participantes.

“Quando inquirimos as startups que tinham sido selecionadas para participar como ALPHA, em 2016, mas que recusaram, a razão principal para não terem vindo foi o custo, em 77% dos casos. O número sobre para mais de 95% em situações em que a startup veio de um país desenvolvido. De todas as startups que recusaram vir, 81% são de países desenvolvidos. É um problema”, pode ler-se na publicação.

Leia aqui: Paddy Cosgrave quer mais espaço no Parque das Nações

A Web Summit assume que o custo dos bilhetes de acesso à conferência tem subido 27% de ano para ano. O preço do pacote ALPHA é perto de dois mil euros e dá direito a um dia de expositor para a startup e bilhetes para a equipa, que têm ainda acesso a investidores e programas específicos.

Com a redução do valor ALPHA, a organização indica que também menos lugares estarão disponíveis no acesso a este pacote. Contudo, vão ser disponibilizados mais bilhetes nas categorias BETA e START, para startups em fase mais avançada.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Web Summit ofereceu, em 2016, 10 mil bilhetes a mulheres empreendedoras para aumentar a assistência feminina. (Fotografia: Web Summit)

Tecnologia. O estigma de ser mulher num mundo de homens

José Vieira da Silva e Mário Centeno. Fotografia: Mário Cruz/Lusa

ISEG prevê crescimento de 1,4%, melhor do que diz o governo

Fotografia: REUTERS/Vincent West

BBVA e Montepio estimam crescimento do PIB de 1,2% em 2016

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Web Summit muda política de preços dos bilhetes