Wome Mystery Box quer surpreendê-lo em casa com novos vinhos todos os meses

Novo serviço quer ajudá-lo a saber mais sobre vinho, juntando receitas, dicas de consumo e até 'playlists' de música. Por subscrição ou não.

Gosta de vinho, mas fica perdido a olhar para as centenas de referências nas prateleiras dos supermercados sem saber bem o que escolher? Ou com que prato acompanhar aquela garrafa que comprou? A Wome Mystery Box pretende ser a resposta, assumindo-se como "a forma mais fácil e confortável de conhecer e beber bom vinho português". Sem sair de casa.

A ideia surgiu de uma conversa entre Filipe Mota Rebelo e a mulher, no início do ano, durante a primeira fase do confinamento, e foi ganhando corpo à medida que foram reunindo os parceiros certos e desenvolvendo o conceito. E a 7 de outubro, o site wome.pt estava lançado, com a oferta da primeira mystery box. Mistério, porque quem compra só sabe que vai receber uma caixa de quatro vinhos, três tintos e um branco, de pequenos produtores, selecionados por especialistas e que não estão disponíveis nas grandes superfícies. Mas não só.

Dentro de cada caixa recebe ainda a história dos vinhos, um QR code para acesso às dicas de um sommelier, em vídeo, e uma receita de culinária para acompanhar cada um deles e criada por um chef de renome. Em outubro, foi Vítor Santos, do restaurante Nó de Gosto, em Tavira, a criar as receitas exclusivas, em novembro, as propostas são do chef Pedro Almeida, do Can the Can, em Lisboa. E porque o vinho tem tudo a ver com ambiente e disposição, na plataforma Wome encontra ainda playlists criadas por Ricardo Guerra, do podcast Revolta do Vinyl, para este projeto.

"Para cada caixa procuramos trazer diversidade, quer em termos de regiões, quer de produtores e castas", diz Filipe Rebelo, que conta com o apoio de um distribuidor, com larga experiência no mercado, e que trabalha com cerca de 500 vinhos de 30 produtores. A intenção é ir incorporando outros à medida que o projeto cresce. Sempre e só produtores nacionais. "Temos de cuidar dos nossos", defende. E embora seja possível comprar apenas uma mystery box, a ideia da Wome, que resulta da junção de wine at home, é que o cliente faça a subscrição mensal do serviço, por 54,99 euros, que lhe dá vantagens, como portes grátis ou a possibilidade de adquirir vinhos de caixas anteriores com desconto.

A subscrição mensal não tem prazo de fidelização associado, nem qualquer outra obrigatoriedade de permanência. "O serviço pode ser cancelado a qualquer momento, a nossa intenção é que os clientes experimentem, se sintam bem e tenham vontade de se manter connosco", diz o empresário. E o foco não é apenas nacional. Pelo contrário, com um mês de atividade, a Wome já fez chegar vinhos portugueses a França, Bélgica, Áustria, Hundria e Eslováquia.

"Queremos levar um bocadinho de Portugal engarrafado, todos os meses, a portugueses que estão emigrados ou a estrangeiros que apreciam o nosso país e os nossos vinhos", explica. O plano de negócios da nova empresa prevê chegar aos 500 clientes ao fim dos três primeiros meses de atividade, um caminho que "está a ser feito", com a Wome a "dar vários passos para aumentar a notoriedade da marca", designadamente, com uma aposta nas redes sociais. E alargando a gama de produtos, com o lançamento de caixas temporárias, como é o caso da Xmas Box 2020, com dois tintos, um branco e um espumante, por 65 euros.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de