Quanto custa viver sozinho num estúdio ou num quarto em Portugal?

Estúdios por 800 euros por mês em média em Lisboa e quartos a 430 euros. Estes são os preços mais elevados no País. Entre os mais baratos para se arrendar um pequeno apartamento está Leiria, por 395 euros mensais, e Guarda com quartos a 137 euros.

A diferença é bastante significativa entre arrendar um estúdio ou alugar um quarto numa casa partilhada. A privacidade neste caso custa o dobro. Segundo um estudo do portal imobiliário Idealista, a renda média de um quarto em Portugal era de 310 euros em outubro, face aos 625 euros de um estúdio.

Com uma diferença de 102% entre os dois arrendamentos que, na generalidade dos caos são para quem vive sozinho (ainda que possam ser partilhadas por um casal, em muitos casos), nos últimos três anos os preços são cada vez mais elevados, especialmente no caso dos quartos, que estão 32% mais caros. Os preços dos estúdios aumentaram 14% neste período.

"A maior diferença de preço entre quartos e estúdios é no Funchal, onde os estúdios são 160% mais caros. Segue-se Faro (125% mais caro), Santarém (123%), Castelo Branco (100%), Setúbal (93%), Vila Real (92%), Aveiro (92%), Lisboa (86%) e Braga (82%)", revela o Idealista. "As menores diferenças de preço encontram-se em Coimbra (os estúdios são apenas 33% mais caros que os quartos), Porto (63%) e Leiria (65%)." Contudo, explica a mesma fonte, como os estúdios são uma tipologia muito pouco comum em muitas capitais de distrito, "não foi possível obter dados estatisticamente fiáveis ​​em todas as capitais do país, impossibilitando a comparação das variáveis".

Evolução dos preços dos quartos

Vila Real é a cidade onde o preço dos quartos mais aumentou nos últimos três anos (56%). Seguem-se Coimbra (54%), Santarém (53%), Porto (33%), Aveiro (30%), Leiria (30%), Viseu (25%), Guarda (25%), Braga (20%). Por oposição, Bragança é a cidade com menores subidas de preços neste período (1%), seguindo-se Setúbal (5%), Lisboa (8%) e Castelo Branco (14%). Os preços em Faro mantiveram-se estáveis e no Funchal desceram 17%.

Lisboa lidera o ranking das cidades mais caras, onde um quarto custa em média 430 euros mensais. Seguem-se o Porto (400 euros/mês), Coimbra (300 euros/mês), Aveiro (300 euros/mês), Braga (300 euros/mês), Setúbal (300 euros/mês) e Faro (300 euros/mês), Santarém (260 euros/mês), Vila Real (250 euros/mês), Funchal (250 euros/mês) e Leiria (240 euros/mês). Guarda está no topo das mais baratas (137 euros/mês), seguida por Bragança (152 euros/mês) e Castelo Branco (200 euros/mês).

Evolução dos preços dos estúdios

Funchal foi onde o preço dos estúdios mais encareceu nos últimos três anos (53%), com um preço médio de 650 euros por mês. Seguem-se Aveiro (15%), Vila Real (13%), Coimbra (7%) e Leiria (1%). Braga é a única capital de distrito onde desceram os preços dos estúdios (-16%). Em Lisboa, Porto e Castelo Branco o preço dos estúdios manteve-se estáveis.

Mesmo que os preços não tenham sofrido grandes oscilações em Lisboa, continuam a ser os mais altos do País, situando-se nos 800 euros por mês. Seguem-se Faro (675 euros/mês), Funchal (650 euros/mês), Porto (650 euros/mês), Santarém (580 euros/mês), Setúbal (580 euros/mês), Aveiro (575 euros/mês) e Braga (545 euros/mês). A liderar os preços mais baixos está Leiria (395 euros/mês), seguindo-se Coimbra (400 euros/mês), Castelo Branco (400 euros/mês) e Vila Real (480 euros/mês).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de