Quanto devo pedir de salário num novo emprego e como negociar

Saiba qual o momento ideal para perguntar pelo salário numa proposta de emprego e como negociar o melhor salário para si.

Uma das maiores e mais frequentes dúvidas durante um processo de recrutamento prende-se com o salário. Afinal, qual é o momento ideal para tocar neste tema?

A par de mais algumas variáveis, o salário tem um peso significativo na tomada de decisão. Por isso deve falar sobre isso quando recebe uma proposta de emprego, mas não se precipite. O melhor é deixar este tema apenas para quando for questionado pelo recrutador. É normal que lhe pergunte qual é a sua expectativa salarial.

Apesar de ser pouco provável, no caso de o entrevistador não tocar no tema, então aí deve aproveitar o momento em que quer esclarecer dúvidas. Normalmente no final da conversa.

Em primeiro lugar, é importante saber mais sobre a função a que se candidata, os seus desafios e expectativas para não parecer que a questão financeira, embora essencial, seja o único motivo pelo qual se está a candidatar à posição.

Quanto devo pedir de salário?

É normal que esta questão traga consigo algum desconforto para o entrevistado. Se por um lado não quer parecer demasiado pretensioso, também não pode indicar um valor que desvalorize o seu trabalho. Antes de definir um valor, reflita sobre a sua formação, a sua experiência, mas também sobre as suas necessidades.

Um dos aspetos a ter em conta, para definir um valor mais realista, é a média salarial praticada na área em que se está a candidatar. É importante saber quanto é que o mercado está a pagar pelo trabalho de profissionais da sua área e com a sua experiência.

Deve ainda ter em consideração o custo de vida do lugar onde irá trabalhar. Saber com detalhe quais são as suas despesas fixas é essencial para definir um salário que responda às suas necessidades.

Leia também: Os salários das profissões mais bem pagas em Portugal

Como negociar o salário?

Deve estar preparado para negociar o salário. Mesmo que tenha um valor em mente, há alguns aspetos a ter em conta na hora negociar.

- Seja firme. Quando for questionado sobre a sua expectativa salarial, fale com firmeza e de forma direta, evitando rodeios. A entoação também conta muito, por isso procure ser o mais natural possível. Não tenha vergonha do valor que está a pedir nem o faça de forma prepotente;

- Não mencione valores exatos. Opte por apresentar um intervalo de valores. Ao fazê-lo, haverá maior margem de negociação para ambas as partes;

- Não aceite menos. Assim que definir qual o valor mínimo que está disposto a receber, não deve aceitar menos que isso. Aceitar um valor inferior só deve acontecer em último caso, quando não for possível esperar por outra oportunidade;

- Analise as oportunidades de crescimento. Avalie bem as oportunidades que a oferta de emprego lhe vai proporcionar: benefícios, perspetivas de crescimento, viagens ou desenvolvimento profissional são alguns dos fatores que podem ser uma vantagem. Quando informar o entrevistador sobre a sua pretensão salarial, deixe claro que está aberto a saber mais sobre possíveis oportunidades de crescimento;

Fatores a ter em atenção na primeira entrevista

Preparar-se para uma entrevista de emprego é crucial para que seja bem-sucedido. É fundamental que saiba explicar os motivos que fazem de si a pessoa ideal para a oportunidade a que se candidatou.

Além de pesquisar sobre a empresa, existem mais algumas questões relevantes a ter em conta aquando de uma primeira entrevista. Como por exemplo:

- Usar um discurso estruturado e conciso;

- Referir apenas os pontos mais relevantes do seu percurso profissional;

- Destacar as suas principais conquistas e como resolveu problemas no passado;

- Preparar as tradicionais perguntas sobre as suas motivações, objetivos futuros, etc;

- Evitar usar respostas clichés;

- Tentar mostrar confiança, boa disposição e assertividade nas respostas;

- Estar atento à sua postura.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de