Quatro em cada cinco portugueses estão preocupados com as suas finanças pessoais

A pandemia deixou os portugueses mais preocupados com o estado das suas finanças pessoais, revelam os dados de um inquérito feito pela Blacktower Financial Management. Para muitos portugueses, a pandemia foi uma chamada de atenção para pôr as finanças em ordem.

Num inquérito que quis perceber de que forma é que os portugueses estão a lidar com a incerteza trazida pela pandemia de Covid-19, salta à vista que os portugueses estão mais preocupados com a respetiva situação financeira.

De acordo com os dados da Blacktower Financial Management, quatro em cada cinco portugueses afirmam estar mais preocupados com o estado das suas finanças pessoais devido à pandemia, que aumentou a pressão para várias famílias.

Tendo em conta a distribuição geográfica, o relatório conclui que os portugueses mais preocupados com as suas finanças pessoais estão em Queluz (85%), Cacém (84%) e Braga (83%).

Lisboa lidera nas poupanças

O relatório conclui que a Covid-19 levou a uma mudança de atitude para com as finanças pessoais: 65% dos residentes indicam que viu mesmo a pandemia como um alerta para a sua situação financeira. Já 70% indica que decidiu fazer mudanças positivas aos seus hábitos de consumo.

Lisboa é a zona do país com maior percentagem de poupanças desde o surgimento da pandemia, onde 72% dos residentes inquiridos afirmou que está a fazer poupanças mensais. O Funchal ocupa o segundo lugar desta lista (71%), seguido pelo Porto (68%), Braga (65%) e Coimbra (62%).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de