Quer vender a casa? Três erros a evitar

Para muitas pessoas vender uma casa é uma das maiores transações

financeiras que alguma vez terão oportunidade de realizar. E,

infelizmente, o processo de vender uma casa é hoje em dia mais

complexo e demorado do que nunca. Ser bem sucedido numa

transação imobiliária implica, geralmente, ter alguma experiência

nos campos jurídico, financeiro e de marketing.

Ricardo Sousa, administrador da Century 21 Portugal, explica quais são os três erros mais comuns que dificultam a vida aos proprietários que estão a tentar pôr casas no mercado. Saiba como evitá-los e facilitar o processo de venda.

"Em muitos casos, e a

não ser que seja um perito em negociação imobiliária, esta pode

tornar-se uma aventura frustrante e potencialmente dispendiosa. Se

decidir avançar com a ideia de vender sozinho a sua casa, prepare-se

para estar disponível e perto de casa durante semanas ou mesmo

meses, e não se esqueça que a maior parte das visitas de

compradores acontecem no horário laboral. Como profissionais

imobiliários, os três erros mais comuns que vemos os proprietários

cometerem são:

Colocar o imóvel no mercado acima do valor real

O

erro mais comum está na definição do valor do imóvel. O

proprietário quer sempre maximizar o valor de venda, contudo um

preço demasiado elevado vai reduzir drasticamente o número de

visitas e propostas de compra. Como consequência o tempo que o

imóvel vai estar no mercado irá aumentar e, inevitavelmente, o

proprietário será forçado a fazer baixas de preço agressivas.

Atualmente, ao contrário do que possa imaginar, existe uma escassez

de imóveis vendáveis, colocar o seu imóvel com um valor mais

baixo, e adequado ao seu real valor de mercado, irá aumentar a

procura e o número de propostas, maximizando a probabilidade de

venda e de rentabilidade.

Não se desligar emocionalmente do imóvel

Não é o seu lar

que está à venda, é uma casa. Um erro comum dos proprietários é valorizarem um conjunto de características e

vivências da casa, à qual estão emocionalmente ligados. Os

futuros proprietários vão sempre olhar o imóvel com outros olhos.

A ligação emocional excessiva pela casa pode criar remorsos no

proprietário ou respostas excessivamente emocionais ao feedback e

ofertas dos compradores, afastando assim oportunidades de negócio.

Não seja muito emocional sobre o processo de venda da sua casa.

Concentre-se no fator racional e tente ver as coisas do ponto de

vista do comprador.

Outro erro comum é não preparar a casa antes de a colocar no

mercado

Muitas vezes, a ansiedade para vender a casa leva os proprietários

a iniciar a promoção do imóvel sem o prepararem devidamente para a

venda. A forma como apresenta o seu imóvel a potenciais compradores

pode fazer a diferença entre o sucesso da venda ou o fracasso total.

Os compradores tendem a avaliar as casas pelo esforço necessário

para se mudarem. Quanto menos tiverem que despender para entrar na

casa, maior será o valor que estão dispostos a pagar.

A sua vida já é suficientemente agitada para ainda ter que se

preocupar com a venda da sua casa. Entregar essa tarefa a um

profissional imobiliário com experiência, vai poupar-lhe tempo,

dinheiro e muitas preocupações. Os especialistas dão

apoio e orientação para a otimização do valor de venda, a

preparação do imóvel para a venda e visitas, integram o processo

de negociação profissional e relação com o comprador, e garantem

a maximização da exposição do seu imóvel no mercado."

(Texto originalmente publicado a 30 de abril de 2013; atualizado a 25 de junho de 2013)

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de