finanças pessoais

Uma aula para aprender a gerir o seu dinheiro

poupança

A formação da MoneyLab é intensiva e tem a duração de sete horas.

Ajudar a poupar. Foi esta a missão que Bárbara Barroso estabeleceu como um dos objetivos do MoneyLab.

Empenhada em levar mais longe o laboratório de literacia financeira que fundou, a especialista em Finanças Pessoais com uma década de experiência fez nascer, já neste ano, uma masterclass de Finanças Pessoais para ensinar os portugueses a gerirem e investirem o seu dinheiro.

Se não foi a tempo da primeira edição, no arranque do ano, a segunda edição está aí a chegar. Vai acontecer a 25 de maio, em Lisboa, entre as 10.00 e as 18.00, sob a forma de uma formação de um dia repartida em seis módulos: a relação com o dinheiro; planear com inteligência; poupar e gastar bem; ganhar mais; investir bem; e a fábrica do dinheiro.

A iniciativa está no ADN da MoneyLab, projeto criado há dois anos para melhorar a relação dos portugueses com o dinheiro, e tem como objetivo “dar as ferramentas necessárias aos participantes para que consigam fazer uma gestão inteligente das suas finanças pessoais”, explica Bárbara Barroso. “Além disso, pretende não só desmistificar alguns conceitos relacionados com o dinheiro, como também cultivar o hábito de poupança e ensinar alguns segredos utilizados pelos grandes investidores no que diz respeito à liberdade financeira.”

Esta segunda edição da Masterclass de Finanças Pessoais “destina-se a todas as pessoas que pretendam obter conhecimentos nesta área, assim como compreender o mundo dos investimentos”, sendo ministrada pela fundadora do MoneyLab, eleita a autoridade n.º 1 em Portugal em educação financeira e finanças pessoais, pelo Canal História.

Para se inscrever, basta visitar o site da MoneyLab.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Caixa Geral Depósitos CGD Juros depósitos

Caixa perdeu 1300 milhões com créditos de grandes devedores

Ursula von der Leyen foi o nome nomeado para presidir à Comissão Europeia. (REUTERS/Francois Lenoir)

Parlamento Europeu aprova Von der Leyen na presidência da Comissão

Christine Lagarde, diretora-geral demissionária do FMI. Fotografia: EPA/FACUNDO ARRIZABALAGA

Christine Lagarde demite-se da liderança do FMI

Outros conteúdos GMG
Uma aula para aprender a gerir o seu dinheiro