Fotogaleria

As 100 fotografias mais influentes de sempre (segundo a Time)

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

A ideia era fazer mais uma lista. Mas à medida que a equipa editorial da revista ia falando com historiadores percebeu que a tarefa era complexa

Ben Goldberger, Paul Moakley e Kira Pollack só queriam fazer uma lista. Mas rapidamente perceberam que fazer a das 100 fotografias mais influentes de sempre não era tarefa fácil. Conversaram com historiadores, editores de fotografia e curadores, espalhados por todo o mundo, e o resultado final é uma seleção fotográfica que vai de 1826 a 2015 (189 anos).

O projeto da revista americana Time está online há um mês, desde 17 de novembro, e a escolha das 100 imagens mais influentes de sempre pode ser vista no site 100photos.time.com.

Há fotos de Abraham Lincoln, Winston Churchill, Gandhi, Che Guevara, JFK e Jackie Kennedy e uma série de outras personalidades. Imagens históricas da Guerra do Vietname, da Alemanha nazi, do massacre de Munique ou da Praça Tiananmen. E de avanços tecnológicos e científicos: a primeira imagem da Terra vista do céu, o homem na lua, a primeira imagem tirada com um telemóvel e partilhada via internet, as primeiras imagens de um feto dentro do útero.

Muitas das imagens ali mostradas tornaram-se ícones e grande parte delas documentam alguns dos momentos mais violentos da história da Humanidade.

O que fez com que fossem escolhidas e que uma lista de imagens se tornasse uma forma de documentar três séculos da história do homem? “Não há uma fórmula para tornar uma imagem influente. Algumas estão na nossa lista porque foram as primeiras do género, outras porque moldaram a nossa forma de pensar. E outras porque mudaram a forma como vivemos. O que todas as 100 partilham é que foram pontos de viragem na nossa experiência enquanto humanos.”

Esta explicação é assinada pelos editores da revista Ben Goldberger, Paul Moakley e Kira Pollack.

Uma das coisas que perceberam ser fundamental para a influência da imagem é que “o fotógrafo tinha de estar lá”. A questão não é, obviamente, uma presença física no local é uma presença enquanto portador de um testemunho, “uma forma de trazer uma visão única para um mundo maior”.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
lisboa casas turismo salarios portugal

Turismo em crise já pensa no day after

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira. TIAGO PETINGA/LUSA

Governo estima que mais de um terço dos empregados fique em lay-off

Mário Centeno, Ministro das Finanças.
Fotografia: Francois Lenoir/Reuters

Folga rara. Custo médio do petróleo está 10% abaixo do previsto no Orçamento

As 100 fotografias mais influentes de sempre (segundo a Time)