Fotogaleria

Big Ben. Centenas assistem às últimas badaladas antes do silêncio de quatro anos

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

As obras de renovação vão durar até 2021 e estão orçamentadas em 29 milhões de libras (31,67 milhões de euros).

O Big Ben já é, habitualmente, um dos monumentos mais fotografados do Reino Unido e, por isso, não é incomum encontrar turistas nas imediações do local, de câmara em riste, apontada à famosa Torre Elizabeth, que incorpora o relógio. Contudo, esta segunda-feira a multidão era mais densa e a quantidade de telemóveis a gravar as badaladas mais numerosa. Centenas de pessoas quiseram registar o momento em que o relógio assinalou o meio-dia, antes de mergulhar um silêncio de quase quatro anos, para obras de renovação.

Centenas de pessoas filmaram as badaladas do meio-dia, as últimas antes do previsto silêncio de quatro anos. REUTERS/Peter Nicholls

Centenas de pessoas filmaram as badaladas do meio-dia, as últimas antes do previsto silêncio de quatro anos. REUTERS/Peter Nicholls

Até 2021, o Big Ben só se fará ouvir em ocasiões especiais, como passagens de ano e no Remembrance Day, que comemora a assinatura do armistício que pôs fim à Primeira Guerra Mundial. O silêncio dos sinos é uma consequência da obrigatória desmontagem dos martelos, que serão desconectados do relógio, cujas peças serão removidas para reparação e limpeza. A renovação atingirá também as estruturas e os ponteiros e será desligada até a luz Ayrton, que desde a Segunda Guerra Mundial ilumina o topo da torre. Toda a operação está orçamentada em 29 milhões de libras (31,67 milhões de euros).

Humor britânico. O Twitter do Big Ben brincou com a situação.

Humor britânico. O Twitter do Big Ben brincou com a situação.

Deputados britânicos, curiosos e turistas assistiram em silêncio às doze badaladas do meio-dia, nesta segunda-feira, antes de irromperem num aplauso. O parlamento do país prometeu que vai tentar com que o relógio volte a funcionar mais cedo, depois da primeira-ministra Theresa May ter vindo dizer que quatro anos era demasiado tempo. “As badaladas do Big Ben são parte da vida parlamentar, e asseguraremos de que podem retomar sua função de guardiãs do tempo da nação assim que possível”, indicou a Câmara Baixa em comunicado.

Apesar das obras, o Big Ben continuará a mostrar as horas, devido à instalação de um motor elétrico que permitirá manter o funcionamento dos ponteiros, em substituição do mecanismo original. Ainda assim, prevê-se que, por alguns períodos, todas as quatros fachadas do monumento estejam cobertas devido aos trabalhos de reparação.

Conheça dez curiosidades acerca do Big Ben na fotogaleria em cima.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
A administradora delegada da Media Capital, Rosa Cullell (E), acomapnhada pelo CEO da Altice Media, Alain Weill (2-E), do CEO do Grupo Altice, Michel Combes (2-D), e do Chairman e CEO da Portugal Telecom, Paulo Neves (D), fala durante uma conferência de imprensa sobre a compra da Altice sobre o grupo Media Capital,. Fotografia: ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

Compra da TVI pelo Meo pode “criar entraves significativos à concorrência”

Foto: ANDRÉ KOSTERS / LUSA

Financial Times destaca “sucesso socialista” na recuperação de Portugal

Cristina Casalinho, presidente do IGCP. Fotografia: Diana Quintela/Global Imagens

Casalinho quer alongar pagamento da dívida para evitar picos de reembolsos

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Big Ben. Centenas assistem às últimas badaladas antes do silêncio de quatro anos