Imobiliário

Palacete em Lisboa à venda por 7,5 milhões

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Clique na galeria e conheça este oásis tão perto do centro do Lisboa.

Paredes-meias com o centro de Lisboa, no Lumiar, há um oásis de três hectares que D. João V mandou construir no século XVIII. Está à venda por 7,5 milhões de euros pela imobiliária Sotheby’s Realty e já tem interessados. A Quinta de São Sebastião será neste momento uma das casas mais caras do país.

O palacete tem sete quartos, cinco dos quais são suítes, salas de estar, de jantar, de jogos, de música e saleta de entrada. Cada recanto conserva a elegância aristocrata que o caracteriza desde a sua construção. Ainda assim, remodelado em 2010, o palacete possui agora casas de banho renovadas e uma cozinha equipada com as tecnologias mais recentes.

Mas há centenas de outras na casa dos milhões. Só a Sotheby’s tem disponíveis mais de quatro mil imóveis de luxo. Mais de 70% dos clientes da imobiliária são estrangeiros. O valor médio das transações ronda os 830 mil euros. Só no ano passado, a Sotheby’s faturou mais de 300 milhões; neste ano já vendeu mais de cem casas. Miguel Poisson, CEO da imobiliária de luxo em Portugal, afirma que os estrangeiros encaram cada vez mais os imóveis como um ativo de refúgio, o mesmo estatuto que tem o ouro.

Conheça na fotogaleria em cima aquela que é, provavelmente, uma das casas mais caras do país.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O antigo secretário de Estado da Energia e da Inovação, Henrique Gomes, fala perante a Comissão Parlamentar de Inquérito ao Pagamento de Rendas Excessivas aos Produtores de Eletricidade, na Assembleia da República em Lisboa, 23 de janeiro de 2019. TIAGO PETINGA/LUSA

Henrique Gomes disse que “Mexia é osso duro de roer” e teve de sair da REN

A área alimentar gerou vendas históricas de quatro mil milhões de euros. Fotografia: D.R.

Sonae atinge vendas recorde de 6,3 mil milhões com impulso do Natal

António Costa, primeiro-ministro, e Mário Centeno, ministro das Finanças, num debate parlamentar sobre o OE2019. Fotografia: REUTERS/Rafael Marchante

Universidade Católica prevê menos crescimento em 2018 e 2019

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Palacete em Lisboa à venda por 7,5 milhões