Fotogaleria

Se está convidado e não for a um casamento, deve dar prenda?

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Se foi convidado para um casamento tem dúvidas sobre a prenda. Veja o que fazer na galeria de imagens.

Um casamento é sempre um momento de felicidade para os noivos, família e amigos. Acontece que os convidados têm muitas vezes uma dúvida no dia da celebração: qual a prenda que devem dar? Quando há uma lista, tudo fica mais fácil. O pior é quando se tem de usar a imaginação, ou simplesmente determinar um valor em dinheiro. Mais: se não puder ir ao casamento, deve dar prenda? A resposta a esta e a outras questões está na galeria de imagens no início do texto.

Segundo um estudo de 2014 sobre os hábitos de consumo da Zankyou, um site online que que organiza casamentos, os portugueses encontram-se em quarto lugar num ranking sobre o gasto médio em presentes de casamento, ao todo foram analisados 12 países europeus e americanos.

No topo do ranking estão os espanhóis com uma média de 267 euros por presente, seguidos dos italianos (232 euros), austríacos (184 euros) e depois então os portugueses com 172 euros. Mais poupados do que em Portugal são os convidados de casamentos em algumas potências europeias, como a Alemanha e o Reino Unido. A Holanda é o país que gasta menos dinheiro nos presentes de casamento e encerra o ranking com um valor médio de 71 euros.

O estudo foi efetuado com base em 300 mil convidados que utilizaram a lista de casamento da Zankyou no ano de 2013. Do total, 27 mil desses utilizadores são portugueses.


 

Veja também: De Trump a Zuckerberg. O que 10 pessoas bem sucedidas lêem todas as manhãs

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
A administradora delegada da Media Capital, Rosa Cullell (E), acomapnhada pelo CEO da Altice Media, Alain Weill (2-E), do CEO do Grupo Altice, Michel Combes (2-D), e do Chairman e CEO da Portugal Telecom, Paulo Neves (D), fala durante uma conferência de imprensa sobre a compra da Altice sobre o grupo Media Capital,. Fotografia: ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

Compra da TVI pelo Meo pode “criar entraves significativos à concorrência”

Foto: ANDRÉ KOSTERS / LUSA

Financial Times destaca “sucesso socialista” na recuperação de Portugal

Cristina Casalinho, presidente do IGCP. Fotografia: Diana Quintela/Global Imagens

Casalinho quer alongar pagamento da dívida para evitar picos de reembolsos

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Se está convidado e não for a um casamento, deve dar prenda?