Coronavírus

246 mortos e 9886 casos confirmados de covid-19 em Portugal

pandemia de covid-19 (coronavírus) casos de coronavírus portugal corona portugal
(Pedro Correia/Global Imagens)

Já há 246 mortos e 9886 casos de covid-19 em Portugal, segundo dados divulgados esta sexta-feira no boletim epidemiológico da Direção Geral de Saúde (DGS). Nas últimas 24 horas, foram confirmados mais 852 casos de infeção e mais 37 mortes.

Desde a data de início de sintomas e até ao óbito decorreram em média oito dias, informou a diretora-geral de Saúde, Graça Freitas. A mediana de idades dos doentes que faleceram é de 85 anos nas mulheres e 80 nos homens. Além do fator de idade, a maior parte tem até três doenças. “Não é nenhuma fatalidade ser idoso e ter doenças, é apenas um fator de risco”, esclareceu Graça Freitas.

Veja o Mapa interativo que mostra a propagação do coronavírus pelo mundo

Do total de 9886 infetados, 1058 casos estão em internamento dos quais 245 em cuidados intensivos. Aguardam ainda o resultado laboratorial 5392 pessoas suspeitas de infeção pelo novo coronavírus. Estão 22556 pessoas em vigilância pelas autoridades de saúde. Há 68 casos recuperados, o mesmo número de casos de ontem.

Regista-se a primeira morte por Covid-19 no Alentejo, onde há já 62 casos confirmados de infeção. A região Norte é a mais afetada pela pandemia, com 5899 casos de infeção (130 óbitos). Seguem-se a região de Lisboa e Vale do Tejo, com 2347 casos confirmados (51 óbitos), o centro com 1286 (61 óbitos), Algarve com 179 (3 óbitos), 63 nos Açores e 50 na Madeira.

Lisboa continua a ser o concelho no País com mais casos confirmados, são já 634. Seguem-se o Porto com 606, Vila Nova de Gaia com 449, Gondomar com 424, Maia com 390, Matosinhos com 368, Valongo com 308, Braga com 305, Sintra com 242, Ovar com 220, Coimbra com 201, Santa Maria da Feira com 187, Cascais com 174, Aveiro com 130, Vila Real com 124, Loures com 117, Vila Nova de Famalicão com 110, Guimarães com 105 e Oeiras com 100. Estes são os 19 concelhos que registam mais de 100 casos de infeção confirmados.

DGS03

4 de maio é data limite para normalização do ensino

Já esta sexta-feira, em entrevista à Renascença, António Costa afirmou que “a data limite para que o calendário escolar possa ser cumprido, com ensino presencial, designadamente no secundário, é 4 de maio”.

Leia mais em António Costa. 4 de maio é data limite para normalização do ensino

Segunda fase do estado de emergência até dia 17

Esta quinta-feira, uma semana depois de ter entrado em vigor a fase de mitigação da pandemia da covid-19 – correspondente ao nível de alerta e de resposta mais elevado – e um mês depois de ter sido confirmado o primeiro caso de infeção pelo novo coronavírus em Portugal, os deputados deram “luz verde” ao decreto presidencial que renova o estado de emergência por mais duas semanas, até às 23h59 horas do dia 17 de abril de 2020.

Leia mais em Deputados aprovam renovação do estado de emergência com um voto contra

O Presidente da República publicou, na quarta-feira 1 de abril, a proposta de decreto que prolonga o estado de emergência por mais 15 dias. O texto, divulgado na página oficial da Presidência da República, clarifica algumas matérias do anterior decreto sobre as restrições à circulação e acrescenta outras, nomeadamente na questão do emprego, do ensino, especulação de preços e medidas excecionais para as prisões.

Leia mais em Marcelo faz alterações ao decreto do estado de emergência

Os sintomas do novo coronavírus:

Coronavírus - sintomas

LEIA AQUI TODA A COBERTURA SOBRE O NOVO CORONAVÍRUS

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa, e o ministro das Finanças, Mário Centeno. Fotografia: PATRICIA DE MELO MOREIRA/AFP

Exportações e turismo afundam 9,6% e geram recessão de 2,3% no 1º trimestre

Cartões de crédito e débito. Fotografia: Global Imagens

Malparado: 10% das famílias com crédito está em incumprimento

Fotografia: José Sena Goulão/Lusa

Um quarto das empresas de alojamento e restauração está em incumprimento

246 mortos e 9886 casos confirmados de covid-19 em Portugal