Coronavírus

345 mortos e 12442 casos confirmados de covid-19 em Portugal

pandemia de covid-19 (coronavírus) casos de coronavírus portugal corona portugal
(Pedro Correia/Global Imagens)

Já há 345 mortos e 12442 casos de covid-19 em Portugal, segundo dados divulgados esta terça-feira no boletim epidemiológico da Direção Geral de Saúde (DGS). Nas últimas 24 horas, morreram mais 34 pessoas e foram confirmados mais 712 casos de infeção (mais 6%).

Veja o Mapa interativo que mostra a propagação do coronavírus pelo mundo

O número de recuperados, subiu de 140 casos no domingo para 184 esta terça-feira, segundo o boletim divulgado pela Direção-Geral de Saúde.

Há 1180 pessoas infetadas internadas, 271 nos cuidados intensivos. Segundo o subdiretor-geral da Saúde, Diogo Cruz, estão 1435 profissionais de saúde infetados, 370 enfermeiros e 240 médicos.

O relatório de situação da DGS aponta agora para 99.730 casos suspeitos desde o início do ano, 82.846 não confirmados e 4442 pessoas a aguardar resultado laboratorial. Estão em vigilância pelas autoridades de saúde 25.070 pessoas em Portugal.

Lisboa continua a ser o concelho no País com mais casos confirmados, são já 754. Seguem-se o Porto com 730, Vila Nova de Gaia com 551, Gondomar com 528, Maia com 465, Matosinhos com 416, Braga com 407, Valongo com 387, Sintra com 299, Ovar com 247, Coimbra com 233, Santa Maria da Feira com 231, Cascais com 203, Aveiro com 151, Vila Nova de Famalicão com 150, Guimarães com 147, Oeiras com 142, Loures com 134, Vila Real com 132, Almada com 130, Passos de Ferreira com 112, Paredes com 110, Seixal com 109, Amadora com 108, Felgueiras com 108 e Barcelos com 103. Estes são os 26 concelhos que registam mais de 100 casos de infeção confirmados.

O Norte regista o maior número de óbitos, 186, seguindo-se a região centro com 88, Lisboa e Vale do Tejo com 64 e o Algarve com sete. O Alentejo continua sem mortos, tal como os Açores e a Madeira.

DGS07

4 de maio é data limite para normalização do ensino

Já esta sexta-feira, em entrevista à Renascença, António Costa afirmou que “a data limite para que o calendário escolar possa ser cumprido, com ensino presencial, designadamente no secundário, é 4 de maio”.

Leia mais em António Costa. 4 de maio é data limite para normalização do ensino

Segunda fase do estado de emergência até dia 17

Esta quinta-feira, uma semana depois de ter entrado em vigor a fase de mitigação da pandemia da covid-19 – correspondente ao nível de alerta e de resposta mais elevado – e um mês depois de ter sido confirmado o primeiro caso de infeção pelo novo coronavírus em Portugal, os deputados deram “luz verde” ao decreto presidencial que renova o estado de emergência por mais duas semanas, até às 23h59 horas do dia 17 de abril de 2020.

Leia mais em Deputados aprovam renovação do estado de emergência com um voto contra

O Presidente da República publicou, na quarta-feira 1 de abril, a proposta de decreto que prolonga o estado de emergência por mais 15 dias. O texto, divulgado na página oficial da Presidência da República, clarifica algumas matérias do anterior decreto sobre as restrições à circulação e acrescenta outras, nomeadamente na questão do emprego, do ensino, especulação de preços e medidas excecionais para as prisões.

Leia mais em Marcelo faz alterações ao decreto do estado de emergência

Os sintomas do novo coronavírus:

Coronavírus - sintomas

LEIA AQUI TODA A COBERTURA SOBRE O NOVO CORONAVÍRUS

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
António Costa e Silva, responsável pelo plano para a economia nacional nos próximos dez anos.
(Leonardo Negrão / Global Imagens)

Plano de Costa Silva. As bases estão lá, falta garantir boa execução

Filipe Santos, dean da Católica Lisbon Business and Economics ( Pedro Rocha / Global Imagens )

Filipe Santos: Risco de austeridade? “Depende de como evoluir a economia”

Filipe Santos, dean da Católica Lisbon Business and Economics ( Pedro Rocha / Global Imagens )Filipe Santos
( Pedro Rocha / Global Imagens )

Filipe Santos: Há um conjunto de empreendedores que vai continuar

345 mortos e 12442 casos confirmados de covid-19 em Portugal