Coronavírus

601 mortes em Itália nas últimas 24h. “Pandemia está a acelerar”, diz OMS

coronavírus italia
Caixões em Itália de vítimas do novo coronavírus EPA/TIZIANO MANZONI

Apesar do número de mortes ainda ser dramático, o ritmo está a abrandar em Itália. Organização Mundial de Saúde admite que pandemia está a acelerar

Mais do que os infetados, é o registo de mortos que continua a impressionar em Itália e que é superior a qualquer país no mundo. As vítimas mortais do surto de coronavírus subiu 601 nas últimas 24 horas no país europeu, para as 6077. O aumento de 11% é, ainda assim, mais pequeno em termos numéricos do que registado nos dias anteriores – domingo registaram-se 651 mortes.

No total há 63,927 casos confirmados em Itália mais 4.789 do que domingo, num registo que também mostra que há algum abrandamento nos vertiginosos dos últimos dias. No total já recuperaram 7.432 pessoas e estão nos cuidados intensivos 3.204.

A região da Lombardia, no norte, a mais atingida, permanece em situação crítica, com um total de 3776 mortes e 28.761 casos.

Veja o Mapa interativo que mostra a propagação do coronavírus pelo mundo

Entretanto, a Organização Mundial de Saúde deixou esta tarde um alerta: “A pandemia está a acelerar”. Em apenas quatro dias passou-se de 200 mil registados (ou seja, que foram alvo de testes), para os 368 mil casos atuais. Os casos nos EUA e Espanha estão a crescer exponencialmente, tal como a Alemanha, com todos os países a ter mais de três mais casos por dia (isto valores registados, mediante o número de testes feitos em cada país).

Os Estados Unidos – que passou a ser o terceiro país a nível mundial com mais casos, só atrás de China e Itália – lideraram hoje a subida em novos casos, com mais 7.796, passando a ter 41.342 infetados, à medida que vão sendo disponibilizados mais testes pelo país. O número de mortos cresceu em 79, para 498.

Espanha regista já 33.089 casos, mais 4.321 do que no dia anterior, subindo de forma preocupante em 435 mortes – conta já 2.207 vítimas mortais com Covid-19.

LEIA AQUI TODA A COBERTURA SOBRE O NOVO CORONAVÍRUS

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
coronavirus turismo turistas

ISEG. Recessão em Portugal pode chegar a 8% este ano

A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. JOÃO RELVAS/LUSA

Pedidos de lay-off apresentados por 33.366 empresas

coronavirus lay-off trabalho emprego desemprego

Rendimento básico incondicional? “Esperamos não ter de chegar a esse ponto”

601 mortes em Itália nas últimas 24h. “Pandemia está a acelerar”, diz OMS