Estes são os 10 carros elétricos mais vendidos na Europa

Há 'mexidas' no topo da tabela dos carros elétricos mais vendidos no mercado europeu, cujo total soma já 750 mil unidades. Veja as imagens.

Motor 24
10. Dacia Spring (22.755 unidades). A Dacia propôs-se a um desafio ambicioso: conceber um veículo de baixo custo capaz de ajudar a democratizar a mobilidade elétrica. A equação tende a não ser fácil, pois os custos de produção e das baterias elétricas ainda não estão a par do que se espera num modelo de combustão, mas o Spring é um exemplo de uma tarefa bem-sucedida sem exageros e com a habitual robustez da marca romena. É o automóvel elétrico mais barato à venda em Portugal e o 10.º mais vendido na Europa.
9. Hyundai Kauai EV (23.969 unidades). O Kauai é um crossover com ambições de SUV, cujo tamanho está entre os maiores do segmento "B". Sofreu um restyling recente e o design diferenciador do exterior está agora mais apurado. A versão de acesso à gama tem um motor de 100 kW (136 cv), tração dianteira e uma bateria de 39 kWh, o que, segundo a marca permite uma autonomia de 305 km (WLTP).
8. Kia e-Niro (23.981 unidades). Atualmente na segunda geração, o Kia e-Niro continua a ser um sucesso comercial, com uma gama muito similar à do Hyundai Kauai EV. Disponível nas versões de 136 ou 204 CV de potência, crossover coreano pode percorrer até 455 km entre cargas e a velocidade máxima é de 167 km/h.
7. Renault Zoe (24.502 unidades). Desde o lançamento, em 2012, o Renault Zoe está no topo das fileiras de vendas de veículos elétricos na Europa. Possui dois níveis de potência (110 e 135 CV) e dois módulos de baterias diferentes (40 e 50 kWh), com uma autonomia de até 390 quilómetros entre carregamentos.
6. Peugeot e-208 (26.602 unidades). Não sendo o modelo com números de autonomia mais convincentes, a performance comercial do 208 elétrico impressiona. O motor com 136 CV de potência é alimentado por bateria com 50 kWh de capacidade, para até 362 quilómetros livres de emissões.
5. Skoda Enyaq (26.908 unidades). O primeiro elétrico da marca checa do Grupo VW está a conseguir impor-se pela fórmula de racionalidade: habitabilidade acima da média, equipamento de conforto e de apoio à condução com autonomia de até 520 quilómetros sem parar para carregar baterias.
4. Volkswagen ID.4 (28.669 unidades). O Volkswagen ID.4 está à frente de Q4 e-tron e Enyaq, automóveis com que partilha a plataforma MEB, a maioria dos componentes e motores. Com a bateria de maior capacidade (77 kWh), está disponível com potências de 174, 204 ou 299 CV, anunciando até 514 quilómetros entre recargas.
3. Fiat 500 (38.213 unidades). Surpresa, ou talvez não, o terceiro veículo elétrico mais vendido na Europa chama-se 500. O utilitário da Fiat que continua a convencer os clientes com a sua imagem retro futurista marcante, e com autonomia para até 320 quilómetros, está disponível com motor de 95 ou 118 cv.
2. Tesla Model 3 (40.679 unidades). O Tesla Model 3 perdeu a liderança para o modelo na gama com o formato da moda, mas mantém credenciais mais impressionantes que o SUV. Entre elas, um valor de autonomia referencial de 602 quilómetros entre carregamentos.
1. Tesla Model Y (47.003 unidades). O carro elétrico mais vendido na Europa é o Tesla Model Y, SUV com capacidade para arrumar até sete ocupantes no seu habitáculo, podendo percorrer até 533 quilómetros com uma carga na versão Long Range, enquanto a variante Performance anuncia 0 a 100 km/h em apenas 3,7 segundos.

Entre janeiro e julho de 2022, as vendas de veículos 100% elétricos na Europa ultrapassaram as 750.000 unidades, demonstrando que este tipo de automóveis voltou a ser o mais resiliente num mercado que, afetado pelas crises da Covid-19 e da falta de semicondutores, apresentou grandes limitações no crescimento.

No ano passado, o estatuto de "best-seller" foi reclamado pelo Tesla Model 3, com um total de 141.221 unidades entregues no Velho Continente, seguido do Renault Zoe, o utilitário que em 2020 conquistou o título de veículo elétrico mais vendido na Europa.

Mas, na primeira metade de 2022, registaram-se "mexidas" no topo das tabelas de vendas:

10. Dacia Spring (22.755 unidades). A Dacia propôs-se a um desafio ambicioso: conceber um veículo de baixo custo capaz de ajudar a democratizar a mobilidade elétrica. A equação tende a não ser fácil, pois os custos de produção e das baterias elétricas ainda não estão a par do que se espera num modelo de combustão, mas o Spring é um exemplo de uma tarefa bem-sucedida sem exageros e com a habitual robustez da marca romena. É o automóvel elétrico mais barato à venda em Portugal e o 10.º mais vendido na Europa.

10. Dacia Spring (22.755 unidades)

A Dacia propôs-se a um desafio ambicioso: conceber um veículo de baixo custo capaz de ajudar a democratizar a mobilidade elétrica. A equação tende a não ser fácil, pois os custos de produção e das baterias elétricas ainda não estão a par do que se espera num modelo de combustão, mas o Spring é um exemplo de uma tarefa bem-sucedida sem exageros e com a habitual robustez da marca romena. É o automóvel elétrico mais barato à venda em Portugal e o 10.º mais vendido na Europa.

9. Hyundai Kauai EV (23.969 unidades). O Kauai é um crossover com ambições de SUV, cujo tamanho está entre os maiores do segmento "B". Sofreu um restyling recente e o design diferenciador do exterior está agora mais apurado. A versão de acesso à gama tem um motor de 100 kW (136 cv), tração dianteira e uma bateria de 39 kWh, o que, segundo a marca permite uma autonomia de 305 km (WLTP).

9. Hyundai Kauai EV (23.969 unidades)

O Kauai é um crossover com ambições de SUV, cujo tamanho está entre os maiores do segmento "B". Sofreu um restyling recente e o design diferenciador do exterior está agora mais apurado. A versão de acesso à gama tem um motor de 100 kW (136 cv), tração dianteira e uma bateria de 39 kWh, o que, segundo a marca permite uma autonomia de 305 km (WLTP).

8. Kia e-Niro (23.981 unidades). Atualmente na segunda geração, o Kia e-Niro continua a ser um sucesso comercial, com uma gama muito similar à do Hyundai Kauai EV. Disponível nas versões de 136 ou 204 CV de potência, crossover coreano pode percorrer até 455 km entre cargas e a velocidade máxima é de 167 km/h.

8. Kia e-Niro (23.981 unidades)

Atualmente na segunda geração, o Kia e-Niro continua a ser um sucesso comercial, com uma gama muito similar à do Hyundai Kauai EV. Disponível nas versões de 136 ou 204 CV de potência, crossover coreano pode percorrer até 455 km entre cargas e a velocidade máxima é de 167 km/h.

7. Renault Zoe (24.502 unidades). Desde o lançamento, em 2012, o Renault Zoe está no topo das fileiras de vendas de veículos elétricos na Europa. Possui dois níveis de potência (110 e 135 CV) e dois módulos de baterias diferentes (40 e 50 kWh), com uma autonomia de até 390 quilómetros entre carregamentos.

7. Renault Zoe (24.502 unidades)

Desde o lançamento, em 2012, o Renault Zoe está no topo das fileiras de vendas de veículos elétricos na Europa. Possui dois níveis de potência (110 e 135 CV) e dois módulos de baterias diferentes (40 e 50 kWh), com uma autonomia de até 390 quilómetros entre carregamentos.

6. Peugeot e-208 (26.602 unidades). Não sendo o modelo com números de autonomia mais convincentes, a performance comercial do 208 elétrico impressiona. O motor com 136 CV de potência é alimentado por bateria com 50 kWh de capacidade, para até 362 quilómetros livres de emissões.

6. Peugeot e-208 (26.602 unidades)

Não sendo o modelo com números de autonomia mais convincentes, a performance comercial do 208 elétrico impressiona. O motor com 136 CV de potência é alimentado por bateria com 50 kWh de capacidade, para até 362 quilómetros livres de emissões.

5. Skoda Enyaq (26.908 unidades). O primeiro elétrico da marca checa do Grupo VW está a conseguir impor-se pela fórmula de racionalidade: habitabilidade acima da média, equipamento de conforto e de apoio à condução com autonomia de até 520 quilómetros sem parar para carregar baterias.

5. Skoda Enyaq (26.908 unidades)

O primeiro elétrico da marca checa do Grupo VW está a conseguir impor-se pela fórmula de racionalidade: habitabilidade acima da média, equipamento de conforto e de apoio à condução com autonomia de até 520 quilómetros sem parar para carregar baterias.

4. Volkswagen ID.4 (28.669 unidades). O Volkswagen ID.4 está à frente de Q4 e-tron e Enyaq, automóveis com que partilha a plataforma MEB, a maioria dos componentes e motores. Com a bateria de maior capacidade (77 kWh), está disponível com potências de 174, 204 ou 299 CV, anunciando até 514 quilómetros entre recargas.

4. Volkswagen ID.4 (28.669 unidades)

O Volkswagen ID.4 está à frente de Q4 e-tron e Enyaq, automóveis com que partilha a plataforma MEB, a maioria dos componentes e motores. Com a bateria de maior capacidade (77 kWh), está disponível com potências de 174, 204 ou 299 CV, anunciando até 514 quilómetros entre recargas.

3. Fiat 500 (38.213 unidades). Surpresa, ou talvez não, o terceiro veículo elétrico mais vendido na Europa chama-se 500. O utilitário da Fiat que continua a convencer os clientes com a sua imagem retro futurista marcante, e com autonomia para até 320 quilómetros, está disponível com motor de 95 ou 118 cv.

3. Fiat 500 (38.213 unidades)

Surpresa, ou talvez não, o terceiro veículo elétrico mais vendido na Europa chama-se 500. O utilitário da Fiat que continua a convencer os clientes com a sua imagem retro futurista marcante, e com autonomia para até 320 quilómetros, está disponível com motor de 95 ou 118 cv.

2. Tesla Model 3 (40.679 unidades). O Tesla Model 3 perdeu a liderança para o modelo na gama com o formato da moda, mas mantém credenciais mais impressionantes que o SUV. Entre elas, um valor de autonomia referencial de 602 quilómetros entre carregamentos.

2. Tesla Model 3 (40.679 unidades)

O Tesla Model 3 perdeu a liderança para o modelo na gama com o formato da moda, mas mantém credenciais mais impressionantes que o SUV. Entre elas, um valor de autonomia referencial de 602 quilómetros entre carregamentos.

1. Tesla Model Y (47.003 unidades). O carro elétrico mais vendido na Europa é o Tesla Model Y, SUV com capacidade para arrumar até sete ocupantes no seu habitáculo, podendo percorrer até 533 quilómetros com uma carga na versão Long Range, enquanto a variante Performance anuncia 0 a 100 km/h em apenas 3,7 segundos.

1. Tesla Model Y (47.003 unidades)

O carro elétrico mais vendido na Europa é o Tesla Model Y, SUV com capacidade para arrumar até sete ocupantes no seu habitáculo, podendo percorrer até 533 quilómetros com uma carga na versão Long Range, enquanto a variante Performance anuncia 0 a 100 km/h em apenas 3,7 segundos.

Para saber mais clique aqui: www.motor24.pt

Mais Notícias

Veja Também

Outros Conteúdos GMG