Eleições legislativas 2019

António Costa exalta-se com popular no Terreiro do Paço

O secretário-geral do Partido Socialista (PS), António Costa, discursa durante um almoço-comício num restaurante em Évora. NUNO VEIGA/LUSA
O secretário-geral do Partido Socialista (PS), António Costa, discursa durante um almoço-comício num restaurante em Évora. NUNO VEIGA/LUSA

No final de uma arruada do PS que começou no Chiado, um idoso acusou o líder do PS de estar de férias nos incêndios de Pedrógão. Costa não gostou.

O líder do PS perdeu hoje a cabeça com um popular idoso que o interpelou nas galerias do Terreiro do Paço acusando de estar em “merecidas férias” nos incêndios de Pedrógão (junho de 2017).

“É mentira, é mentira!”, gritou Costa. “Não seja mentiroso!”, insistiu, aos gritos, o líder do PS, manifestamente fora de si, acrescentando: “no dia 18 de junho eu estava lá!” “É um provocador mentiroso”, continuou Costa enquanto avançava em direção ao homem.

O secretário-geral do PS teve ser agarrado pelos membros do corpo de segurança, acabando por ser afastado à força.

Um pouco depois, Costa reagiu tentando explicar o que se sucedeu e acusando o senior de ser “plantado”. “Eu estava cá e estive no meu lugar nas minhas funções”, adiantou à CMTV. “Eu próprio fui ao encontro do presidente da câmara de Castanheira de Pêra.”

António Costa atribuiu a culpa do incidente à direita e disse tratarem-se de “fake news”: “É vergonhoso quando a direita recorre a golpes tão baixos.”

“Há limites para tudo” disse António Costa, “mesmo para uma pessoa calma e serena”, acrescentou, embora admita: “Eu não sei quem foi.”

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
lagarde centeno coronavirus

BCE. Portugal está amarrado aos bancos outra vez e isso é mau

Fotografia: Mário Cruz/EPA

Presidente da República acompanha preocupação sobre retoma de rotas da TAP

avião da TAP

PS desafia TAP a corrigir plano de rotas áreas que “lesa interesse nacional”

António Costa exalta-se com popular no Terreiro do Paço