Greve dos motoristas

Pardal Henriques foi a personalidade mais mediática da greve

O advogado e até há uns dias porta-voz do sindicato nacional dos motoristas, Pardal Henriques. ANTÓNIO COTRIM/LUSA
O advogado e até há uns dias porta-voz do sindicato nacional dos motoristas, Pardal Henriques. ANTÓNIO COTRIM/LUSA

Estudo revela os que mais foram referenciados nas notícias durante a greve

Foram sete dias de greve que, inevitavelmente, marcaram o panorama noticioso em Portugal. Durante a semana de paralisação foram contabilizadas mais de oito mil notícias com a Antram e Pardal Henriques a surgirem no top três de mediatismo, ou seja, entre os que mais foram referenciados nos meios de comunicação social.

As contas da Cision revelam que entre 12 e 18 de agosto houve 8241 notícias sobre a greve dos motoristas, segundo o site Meios & Publicidade. A Associação Nacional de Transportes Públicos Rodoviários de Mercadorias, Antram, foi a mais referida: 46%. Segue-se o Sindicato Nacional de Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP) com 36%, sendo o seu porta-voz, Pardal Henriques a personalidade mais mediática da greve: 30%. Mais longe ficou André Almeida, o porta-voz da Antram, com “apenas” com 11% das referências.

O outro sindicato envolvido na greve, SIMM (Sindicato Independente dos Motoristas de Mercadorias), surge no quarto lugar, com 28%. Entre as figuras políticas, o primeiro-ministro António Costa teve 14% das referências nas notícias, João Pedro Matos Fernandes, ministro do Ambiente e da Transição Energética, 11% e Pedro Nuno Santos, ministro das Infraestruturas e da Habitação, 7%.

Neste ranking elaborado pela Cision, surgem ainda Francisco São Bento (presidente do SNMMP) com 9% das referências, Anacleto Rodrigues, representante do SIMM, com 3% e Pedro Polónio, representante da Antram, com 2%.Pedro Pardal Henriques

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
EPA/MICHAEL REYNOLDS

Ação climática. Portugal vai ter de gastar mais de um bilião de euros

Quartel da Graça, em Lisboa. (Fotografia: D.R.)

Revive: Sete hoteleiros na corrida para transformar o Quartel da Graça

Thomas Cook era a agência turística mais antiga do mundo. ( EPA/ARMANDO BABANI)

Thomas Cook declarou falência. 600 mil turistas procuram solução

Outros conteúdos GMG
Pardal Henriques foi a personalidade mais mediática da greve