Coronavírus

Área Metropolitana de Lisboa começou a distribuir material de proteção

Lisboa é uma cidade quase deserta devido ao estado de emergência para conter a pandemia de covid-19 em Portugal. (Gerardo Santos / Global Imagens)
Lisboa é uma cidade quase deserta devido ao estado de emergência para conter a pandemia de covid-19 em Portugal. (Gerardo Santos / Global Imagens)

A encomenda feita pela área metropolitana inclui viseiras, óculos, luvas, máscaras descartáveis, máscaras Ffp2 e batas.

A Área Metropolitana de Lisboa começou a distribuir pelos seus 18 municípios material de proteção individual contra a covid-19, que chegou a Portugal durante a madrugada e faz parte de uma encomenda de 3,6 milhões de euros.

De acordo com a Área Metropolitana de Lisboa (AML), o material chegou esta quarta-feira da China, sendo esperado que nos próximos dias chegue mais uma remessa.

A encomenda feita pela área metropolitana inclui viseiras (38,2 mil), óculos (70,8 mil), luvas (829 mil), máscaras descartáveis (1,7 milhões), máscaras Ffp2 (197,8 mil) e batas (142,6 mil), entre outro material de proteção, especificou à Lusa fonte do organismo.

“O material responde às necessidades mais prementes manifestadas pelos municípios, e será distribuído pelos trabalhadores municipais em trabalho presencial e por outras entidades, de acordo com as prioridades de cada autarquia”, salientou a AML.

O material será distribuído através de uma Plataforma de Gestão Integrada com sede física em Cascais, mas que pode ser acompanhada pelos municípios ‘online’.

Na internet estão disponíveis os serviços prestados pelos 18 municípios, como gestão de refeições, equipamentos e alojamento, entre outros. Os municípios podem consultar listas de requisições e criar necessidades de material, e, caso o artigo esteja disponível na plataforma, fazer a sua requisição.

Além desta encomenda da AML, o município de Cascais realizou uma encomenda própria, no valor de três milhões de euros.

O material desta encomenda de Cascais chegou no final de março, tendo sido logo partilhado com outras autarquias da AML, antecipando os pedidos de municípios nesta encomenda global da área metropolitana.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 1,4 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 82 mil.

Dos casos de infeção, cerca de 260 mil são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Em Portugal, segundo o balanço feito na quarta-feira pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 380 mortes, mais 35 do que na véspera (+10,1%), e 13.141 casos de infeções confirmadas, o que representa um aumento de 699 em relação a terça-feira (+5,6%).

Dos infetados, 1.211 estão internados, 245 dos quais em unidades de cuidados intensivos, e há 196 doentes que já recuperaram.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Presidente do Conselho de Finanças Públicas (CFP), Nazaré da Costa Cabral. MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Linhas de crédito anti-covid ainda podem vir a pesar muito nas contas públicas

Fotografia: Fábio Poço/Global Imagens

Apoio a rendas rejeitado devido a “falha” eletrónica

A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. RODRIGO ANTUNES/LUSA

Só 789 empresas mantiveram lay-off simplificado em agosto

Área Metropolitana de Lisboa começou a distribuir material de proteção