Ambiente

Assoociação Zero quer mais zonas sem carros a gasóleo nas cidades

(Paulo Jorge Magalhães/Global Imagens)
(Paulo Jorge Magalhães/Global Imagens)

Dois terços dos europeus estão a favor de zonas nas cidades onde não possam circular automóveis mais antigos ou a gasóleo.

Num estudo feito para a Federação Europeia dos Transportes e Ambiente, a que a Zero pertence, analisam-se resultados da Bélgica, Polónia, Suécia, Hungria, França, Alemanha, Grã-Bretanha, Itália e Espanha.

Em média, dos 500 inquiridos em setembro, 66% estão a favor de restringir o acesso aos centros das cidades a automóveis com altas emissões poluentes, enquanto 68% declaram ser “altamente improvável” virem a comprar um carro a gasóleo.

Em todos os países, mais de metade dos inquiridos apoia zonas de emissões reduzidas nas cidades, destacando-se a Hungria (77%), Itália (74%), Grã-Bretanha (73%). O número mais baixo regista-se na Alemanha, onde o apoio atinge 57%.

Dos inquiridos, só 10% se opõe fortemente a esse tipo de zonas.

A Zero salienta que “98% da população que vive nas cidades europeias está exposta a níveis de poluição prejudiciais para a saúde” e que os veículos a gasóleo são a principal fonte de dióxido de azoto”.

Segundo o último relatório da Agência Europeia do Ambiente divulgado esta semana, a exposição ao NO2 causou a morte prematura de cerca de 79.000 pessoas em 41 países europeus em 2015. Só em Portugal, ocorreram 890 mortes prematuras devido à exposição a este poluente”, indica a associação.

Para a Zero, estes números devem levar mais cidades portuguesas a adotar zonas livres de emissões poluentes, apontando que só existem em Lisboa.

“As Zonas de Emissões Reduzidas são a forma mais rápida e eficaz de reduzir os níveis de poluição provenientes do tráfego rodoviário e esta medida poderia beneficiar as cidades portuguesas onde se têm verificado ultrapassagens aos valores limite de qualidade do ar ao longo de vários anos, como Lisboa, Porto e Braga”, defendem.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Fotografia: João Manuel Ribeiro/Global Imagens

Número de desempregados é o mais baixo dos últimos 28 anos

Cristina Casalinho, presidente do IGCP. Fotografia: Diana Quintela / Global Imagens

Portugal garante juros mais negativos em emissão de 1250 milhões

Presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi. REUTERS/Francois Lenoir

Draghi atira juros para mínimos históricos e abre guerra com Trump

Outros conteúdos GMG
Assoociação Zero quer mais zonas sem carros a gasóleo nas cidades