Baloiços cor de rosa que cruzam a fronteira EUA-México vencem prémio Design of the Year 2020

O projeto foi desenvolvido entre El Paso, Texas e Ciudad Juárez, no México, e ajudou as que as crianças dos Estados Unidos e do México interagissem entre si.

Um conjunto de baloiços cor-de-rosa junto a uma nova parte do muro mandado construir por Donald Trump, permitiu que populações interagissem dos dois lados da fronteira entre Estados Unidos e o México e ganhou agora o prestigiado prémio Design of the Year 2020.

De acordo com The Guardian, o projeto que se formou ao longo do muro de Teeter Totter, cruzou El Paso, no Texas (EUA), e Ciudad Juárez, no México, foi descrito pelo júri como sendo algo "simbolicamente importante".

Os criadores da obra, Ronald Rael - professor de arquitetura da Universidade da Califórnia, Berkeley - e Virginia San Fratello - professora de design da Universidade Estadual de San José -, afirmam ter tido a ideia pela primeira vez há cerca de dez anos depois do Secure Fence Act em 2006 - um ato do Congresso dos Estados Unidos que autorizou e financiou parcialmente a construção de cercas ao longo da fronteira mexicana.

A ideia foi posta em prática já em 2020.

A cor escolhida para pintar os baloiços - rosa - foi inspirada nos memoriais de feminicídio em Juárez e homenageia as mulheres que perderam a vida naquela cidade.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de