Solidariedade

Banco Alimentar recolheu 2.146 toneladas de alimentos este fim de semana

( Igor Martins / Global Imagens )
( Igor Martins / Global Imagens )

O Banco Alimentar contra a Fome recolheu 2.146 toneladas de alimentos durante o fim de semana em mais de duas mil superfícies comerciais.

Em declarações à Lusa, a presidente do Banco Alimentar contra a Fome, Isabel Jonet, afirmou que a campanha “foi fantástica”, e acrescentou que só em Lisboa foram recolhidas 557 toneladas, “mais 30 toneladas por dia que no ano anterior”.

No sábado, primeiro dia da campanha, a responsável indicou que tinham sido recolhidas 1.059 toneladas de alimentos.

As 2.146 toneladas serão entregues, na próxima semana, a 2.600 instituições de solidariedade social, que os entregam a cerca de 400 mil pessoas com carências alimentares comprovadas, indicou o Banco Alimentar contra a Fome, em comunicado.

“Agradecemos aos muitos milhares de doadores de alimentos, a todos os voluntários e às inúmeras empresas e entidades que tornaram possível esta campanha, dando assim uma vez mais um contributo inestimável que permite aos Bancos Alimentares continuarem a acudir a muitos dos nossos concidadãos mais necessitados. Tudo somado, embora não possamos ainda fazer um balanço final, pois a campanha decorre online até 09 de Dezembro, os resultados são muito positivos”, referiu Isabel Jonet, na mesma nota.

O Banco Alimentar contra a Fome agradeceu ainda visita, no sábado, do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, às instalações do Banco Alimentar, em Lisboa, na companhia do homólogo de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca.

Rodeados de dezenas de voluntários, os dois chefes de Estado ajudaram, já de madrugada, a desensacar alimentos.

“É uma obra nacional, que está acima de tudo, governos, oposições, partidos, sensibilidades, setores sociais, mobiliza 40 mil voluntários, na maioria esmagadora jovens”, afirmou Rebelo de Sousa.

A campanha do Banco Alimentar contra a Fome contou com o apoio de mais de 40 mil voluntários.

Até 09 de dezembro, é possível contribuir através do site www.alimentestaideia.pt, ou em vales (“Ajuda Vale”) disponíveis nos estabelecimentos comerciais.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Caixa Geral de Dep—ositos -

Sete dos créditos de risco da CGD tiveram perdas de 100%

(Rui Oliveira / Global Imagens)

Quota de mercado dos carros a gasóleo cai para mínimos de 2003

Operadores da Groundforce onde a operação da empresa de ‘handling’ Groundforce inclui números como cinco minutos e 400 toneladas, mas também o objetivo de chegar ao fim de 2019 com 3.600 colaboradores, aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, 22 de janeiro de 2018. Para que os aviões estejam no ar, a Groundforce faz toda a assistência em terra, excetuando o fornecimento de comida e de combustível, como resume o presidente executivo da empresa, Paulo Neto Leite, numa visita guiada aos ‘bastidores’ do Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa. MÁRIO CRUZ/LUSA

Com o aeroporto de Lisboa “no limite”, Groundforce exige à ANA que invista já

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Banco Alimentar recolheu 2.146 toneladas de alimentos este fim de semana